Na tentativa de subir na vida, pessoas desesperadas por dinheiro topam participar de um jogo mortal, cujo prêmio, para os sobreviventes, é de 45,6 bilhões de wons (moeda da Coreia do Sul) – ou cerca de R$ 200 milhões. É assim que se desenrola Round 6, nova série coreana distópica da Netflix, onde jogos infantis ganham uma abordagem violenta.

Assista ao primeiro trailer, que foi ao ar nesta quinta-feira (2):

Quem vencer as seis etapas do processo (por isso o nome “Round 6” aqui no Brasil), sai com a vitória. As disputas, à princípio, parecem inofensivas: no trailer, dá pra ver brincadeiras infantis como amarelinha, cabo de guerra e batatinha frita, por exemplo. Nessa última, quem joga precisa correr até o mestre, que está de costas, até que ele se vire. Quem for pego se mexendo sai do jogo — ou perde a vida, no caso de Round 6.

Cercado de mistério, o trailer dá destaque, também, a trechos do que parece ser um plano conspiratório, que acontece em paralelo à saga do grupo confinado no complexo do jogo.

O trio principal de atores ganhou destaque por fazer parte de produções que foram sucesso de audiência na Coreia. A maior delas é Tempo de Caça, também da Netflix, com o ator Park Hae-soo. Outra, do gênero de ficção científica, é Nova Ordem Espacial, com o americano Daniel C. Kennedy, um dos mascarados de Round 6.

A variedade de produções que os atores do elenco participaram antes de estrelar Round 6, aliás, chama a atenção. Eles somam atuações em dramas de guerra, ação, noir e terror até k-dramas e filmes de comédia romântica. Essa versatilidade pode conversar bem com a proposta sádica da série, que deverá incluir elementos de gêneros distintos ao longo dos oito episódios.

Assine a newsletter do Gizmodo

Round 6 será lançada em 17 de setembro na Netflix.