Enquanto a Netflix enfrenta uma concorrência crescente com o lançamento de dois importantes serviços de streaming esta semana, parece que ela decidiu entrar no jogo de podcasts.

Um programa com roteiro de seis episódios, chamado The Only Podcast Left, vai complementar a série pós-apocalíptica da gigante de streaming Daybreak e partirá da primeira temporada para construir sua narrativa, informou a Variety recentemente. Segundo a reportagem, o podcast está programado para estrear em 7 de novembro em parceria com o Spotify, onde será transmitido exclusivamente até 12 de dezembro.



A Netflix tem trabalhado com podcasts, por assim dizer, há algum tempo com programas centrados em seu próprio conteúdo. You Can’t Make This Up, por exemplo, aborda o verdadeiro conteúdo de crimes e não-ficção da Netflix, explorando tópicos do tipo “como nossos cineastas tiveram acesso, o que acabou sendo cortado e até o impacto que um programa da Netflix pode ter na vida real dos personagens retratados”. What to Watch on Netflix, outro de seus podcasts com um tema bastante direto, convida funcionários da plataforma de streaming, estrelas e outras figuras notáveis ​​a comentar sobre o que estão assistindo.

Mas a Variety observou que The Only Podcast Left será o primeiro podcast com script original da Netflix. Em um comunicado, Lauren Jarvis, chefe de parcerias de conteúdo do Spotify na América do Norte, descreveu o formato como um “podcast complementar com roteiro” que permitiria aos fãs do programa “ouvir o podcast e mergulhar mais fundo no mundo pós-apocalíptico de Daybreak”.

A Netflix não respondeu imediatamente ao pedido de comentário do Gizmodo.

O fato de a empresa estar procurando maneiras de aumentar seu investimento em produções originais não é algo totalmente surpreendente, principalmente para conteúdos que fazem algum barulho, mas que são consumidos rapidamente graças ao seu formato. Em agosto, Rae Votta, líder de podcast da marca e equipe editorial da Netflix, disse em comunicado que a empresa estava “conversando muito com nossa equipe de documentários sobre quais oportunidades existem, como estamos com os roteirizados”.

Com a Disney+ e a Apple TV+ lançando uma tentativa de atrair os espectadores com sua própria programação original de alta qualidade (e sem mencionar montanhas de dinheiro), a Netflix provavelmente está procurando alguma maneira de prolongar a vida útil de seus originais. Isso é certamente inteligente. Se vai funcionar – sejam eles bons ou não – já é outra questão.