A nave espacial New Horizons, da NASA, está agora a seis bilhões de quilômetros da Terra, ou cerca de 41 vezes a distância entre a Terra e o Sol, muito além da órbita de Netuno. Utilizando o seu Long Range Reconnaissance Imager, a sonda capturou essas imagens dos objetos 2012 HZ84 (esquerda) e 2012 HE85 (direita) do Cinturão de Kuiper – e elas são as fotos mais distantes já capturadas no universo com uma sonda.

• Algumas regiões de Plutão foram nomeadas com grandes nomes da mitologia
• NASA captura imagem “impossível” de objeto do Cinturão de Kuiper a bilhões de quilômetros

O Cinturão de Kuiper é composto de diversas rochas congeladas à beira do Sistema Solar observável, cheio de planetas anões como Plutão, Haumea e Eris (cuja massa é ainda maior do que a de Plutão).

A New Horizons nos entregou essa foto incrível de Plutão e seu coração lá em 2015 e seguiu sua jornada adiante, viajando 700 mil quilômetros por dia, de acordo com um comunicado da NASA.

Essas imagens dos objetos do Cinturão de Kuiper batem o recorde do Pálido Ponto Azul da Voyager 1. Mas não fique muito vidrado nela, porque certamente deve haver mais material vindo por aí. A espaçonave mudou de curso para estudar os objetos distantes do Cinturão de Kuiper e chegará bem perto do MU69 em 1º de janeiro de 2019.

Os humanos podem ser incríveis às vezes.

[NASA]

Imagem do topo: NASA/JHUAPL/SwRI