Desde que foi lançado em 2017, o mais recente console da Nintendo é um sucesso de vendas com jogos premiados pela indústria. Porém, o problema mais comum que usuários encontram é o problema de drift (quando há um movimento indesejado no analógico) dos Joy-Cons, os controles que vêm no videogame.

Neste artigo você entenderá o que causa, se a Nintendo se posicionou sobre o problema e como solucionar.

O que é o “problema de drift”?

Ambos os Joy-Cons tem botões analógicos que geralmente são usados para movimentação, seja de bonecos ou câmera para um melhor ângulo.

O que muitos jogadores relatam é que, após um tempo de uso, essas alavancas começam a se movimentar sozinhas, sem que alguém esteja pressionando o botão. Esse problema gera dificuldade e acaba atrapalhando a gameplay.

Aparentemente, o problema afeta mais os controles esquerdos — que tendem a ser usados para movimento na maioria dos jogos. Apesar disso, há relatos de usuários tendo problema em ambos os joysticks.

O que causa os drifts?

A Nintendo, até o momento, não divulgou oficialmente o real motivo para o problema.

Alguns usuários apontam que há duas causas potenciais para o desvio: o acúmulo de poeira ou sujeira que entram no controle por baixo de uma tampa de borracha, projetada para manter o interior limpo. E o segundo são os contatos desgastados devido ao uso excessivo.

É possível que nenhuma dessas teorias esteja correta ou haja uma combinação de fatores que causam o drift ao longo do tempo. Sem a Nintendo esclarecer a situação, é difícil dizer exatamente o que está errado.

O que a Nintendo diz sobre o problema?

Após a indignação com o problema em julho de 2019, a Nintendo começou a consertar os controles afetados gratuitamente. A Vice relata que a Nintendo direcionou a equipe de suporte ao cliente para consertar os controladores Joy-Con gratuitamente e emitir reembolsos para reparos anteriores, mesmo se não estiver mais na garantia.

A Nintendo agora tem uma área dedicada de suporte para solicitações de reparo do Joy-Con: basta preencher o formulário e a Nintendo coordenará sua devolução, confirmará se os controladores estão com o problema e consertar ou substituir os controladores.

Quando o problema foi revelado pela primeira vez, a Nintendo comentou:

“Na Nintendo, temos muito orgulho em criar produtos de qualidade e estamos continuamente fazendo melhorias neles. Estamos cientes de relatórios recentes de que alguns controladores Joy-Con não estão respondendo corretamente. Queremos que os nossos consumidores se divirtam com o Nintendo Switch, e se algo ficar aquém desse objetivo, sempre os encorajamos a visitar http://support.nintendo.com para que possamos ajudar.”

A Nintendo está enfrentando problemas legais devido ao constante problema dos drifts do Joy-Con. Usuários dos Estados Unidos, Canadá e Europa estão processando a empresa japonesa devido ao problema de desvios nos controles.

Em 2020, o presidente da Nintendo, Shuntaro Furukawa, pediu desculpas oficialmente durante uma sessão de perguntas e respostas com investidores.

A Nintendo não é a única. Recentemente o PlayStation 5 também tem apresentado problemas no controle, seja no drift ou nos gatilhos do DualSense.

O Switch Lite também sofre com o problema de drift?

Pessoa jogando no Nintendo Switch Lite

Não está claro se o Switch Lite é afetado quando se trata de desvio do controle – os relatos da internet variam e não parece ter havido o mesmo nível de reclamação comparado o Nintendo Switch.

O Switch Lite não tem joysticks removíveis, então se sofrer de problemas semelhantes com drifts, precisará levar o console inteiro para a assistência técnica.

O Nintendo Switch OLED vai apresentar problemas com drift?

Divulgação/Nintendo
Divulgação/Nintendo

Esse é uma questão que só saberemos quando tivermos em mãos. A Nintendo se recusa a confirmar se o Switch OLED apresentará mudanças de design para corrigir o desvio do Joy-Con de forma permanente.

Em um comunicado ao The Verge, a empresa disse que “a configuração e a funcionalidade do controlador Joy-Con não mudaram com o Nintendo Switch (modelo OLED)”, enquanto um FAQ publicado em seu site do Reino Unido observa que “os controladores Joy-Con incluídos com Nintendo Switch (modelo OLED) são os mesmos que os controladores disponíveis atualmente.”

Isso tudo parece indicar que os controladores do switch OLED têm o mesmo hardware que os controladores já existentes, embora venha com a cor branca. Se for esse o caso, então eles provavelmente serão suscetíveis aos mesmos problemas que os modelos existentes enfrentam.

Como resolver o problema?

Como mencionado, uma vez que não está claro o que está causando o problema, se torna difícil corrigir o problema. Uma possível solução é certificar-se de que você está executando o software Switch mais recente ou recalibrar para ter certeza de que não é um problema de software.

Nas configurações do Switch, é possível calibrar os analógicos do controle. Imagem: Nintendo

Alguns usuários relataram que partiram para algumas gambiarras como usar ar comprimido ou álcool isopropílico para resolver o problema, embora o sucesso pareça variar muito. Recentemente, um youtuber utilizou um pequeno pedaço de papel — e deu cereto.

É preciso entender que qualquer método dessa natureza pode não só prejudicar o console como também invalidar a garantia do produto.

A melhor forma de solucionar é entrando em contato com a assistência técnica da Nintendo. A empresa oficializou a chegada do Nintendo Switch e Nintendo Lite ao Brasil, recentemente, e existe uma assistência técnica que oferece suporte oficial no país, em português.

Como entrar em contato com a assistência técnica oficial?

Não existe uma forma oficial de entrar em contato, mas alguns usuários relataram as experiências que tiveram. Eles entraram em contato com a Deal4b, que é a autorizada para serviços de reparo da Nintendo no Brasil.

O usuário deve enviar um e-mail para suporte.nintendo@deal4b.com.br, com o assunto “Reparo Joy Con Nintendo Switch”. No campo você relata o problema dos desvios no controle.

Com isso, a empresa autorizada vai te pedir alguns dados que normalmente são: nome completo, CPF ou CNPJ, endereço, telefone, descrição, foto ou cópia da nota fiscal, modelo e Serial Number do produto com defeito e, se possível, foto ou vídeo do defeito em anexo ou hospedado no Google Drive/Dropbox/OneDrive.

Para obter o Serial Number é preciso ir nas Configurações do Switch. No caso da Nota Fiscal, se você comprou fora do país e não tem mais é preciso justificar no e-mail. Alguns usuários tiveram o atendimento normal mesmo sem a NF, mas caso tenha a nota é recomendado enviar.

Assim que estiver encaminhado, receberá um “Comunicado do Correios”, uma autorização de postagem. Com o número em mãos, leve os Joy-Cons na agência de Correios mais próxima e solicite a postagem, você não pagará nada por isso. É preciso também preencher a “Declaração de Conteúdo” dos Correios.

Após alguns dias o usuário recebe de volta os Joy-Cons consertados ou controles novos. Normalmente os Joy-Cons reenviados virão com o selo da Anatel e uma carta com dicas de como cuidar bem dos aparelhos.

Assine a newsletter do Gizmodo

Segundo o portal Switch Brasil, que fez a troca dos Joy-Cons, eles perguntaram sobre outros controles da Nintendo. “Caso você queira resolver o problema do Switch Lite, eles fazem apenas a troca do console, estando disponíveis as cores cinza, amarelo e rosa, e sendo necessário o pagamento de R$1.059. Caso você tenha problema no Pro Controller, eles também só fazem a troca, mediante o pagamento de R$279.”

[The Verge]