Com mais pessoas em casa e mais tempo livre, encontrar um Nintendo Switch ou Switch Lite durante a pandemia do coronavírus não tem sido uma tarefa fácil. Sabendo disso, a Nintendo estaria elevando a meta de produção dos consoles para mais 30 milhões de unidades neste ano, o que deve atender a demanda de usuários que ainda não conseguiram colocar as mãos no aparelho. As informações são da Bloomberg.

A escassez do Switch vem sendo noticiada desde o início da quarentena, por volta de março deste ano. De lá para cá, a Nintendo vem aumentando o ritmo de produção do videogame, justamente por conta da alta procura. A empresa ainda mantém a previsão inicial de fabricar 19 milhões de consoles em 2020, mas ao longo dos últimos seis meses a projeção pulou para 22 milhões, depois 25 milhões, e agora 30 milhões.

Grande parte da demanda foi atribuída a Animal Crossing: New Horizons, lançado há cerca de seis meses, e a procura tanto pelo Switch quanto o jogo não diminuiu nesse tempo. A Bloomberg relata que, atualmente, os parceiros de montagem da Nintendo estão operando suas fábricas em 120% acima da capacidade, mesmo com uma redução dos efeitos negativos provocados pela pandemia na cadeia de suprimentos na China.

Coincidência ou não, o aumento no número de unidades previstas para o Switch chega no mesmo momento em que rumores apontam para a chegada de um novo modelo do console. Ainda são boatos, já que a própria Nintendo não comentou sobre o assunto, mas tudo indica que a nova versão do dispositivo poderá rodar games em 4K e incluir recursos aprimorados de interatividade. Inclusive, a Bloomberg citou desenvolvedores não identificados que teriam sido instruídos pela Nintendo a deixar seus jogos para Switch “prontos para 4K”.

Rumores de um “Switch Pro” em 2021, bem como o aumento da produção dos atuais consoles Switch, não são surpreendentes quando você considera que a próxima geração de consoles está quase aí. O PlayStation 5, o Xbox Series S e o Xbox Series X têm previsão de lançamento para o final deste ano – os consoles da Microsoft já ganharam data e preços oficiais.

Mesmo com a concorrência acirrada, a Bloomberg observa que a demanda atual pelo Switch pode não ser afetada pelos novos consoles. Isso porque é provável que o sucesso do Switch tenha sido desencadeado por pessoas que esperaram para comprar o aparelho até que um número considerável de jogos fosse lançado. Agora com a pandemia, e por consequência mais gente ficando em casa por mais tempo, esse parece ter sido o momento ideal para adquirir um Switch.

Tudo isso aponta para alguns bons momentos para a Nintendo no futuro. Agora, só falta consertar a questão envolvendo os jogos em nuvem.