O Google sonha há tempos com um hardware que saiba exatamente quem está asssitindo à televisão, o que facilitaria o processo de envio de publicidade e coisas do tipo. Agora, o canal japonês NHK está testando uma tecnologia semelhante e real, na esperança de criar algo parecido.

De acordo com o New Launches, o software experimental roda em um tablet, que usa a câmera para mapear as expressões faciais e calcular o humor e o nível de interesse do espectador.

O interesse do espectador é medido por sua face, expressão facial e movimentos. Por exemplo, se a expressão não mudar por certo tempo, provavelmente ele está concentrado no programa. No sistema atual, as diferenças são baseadas em comparação ao estado normal do usuário, mas a empresa garante que é possível saber se o espectador está satisfeito ou entediado.

Usando esta informação, a televisão pode recomendar os próximos programas. Ou, em um ato mais sinistro, pode aproveitar os momentos de emoção do espectador para colocar algumas propagandas melodramáticas. Medo. [Nikkei via New Launches]