Tecnologia

Novo jato hipersônico poderá voar do Oiapoque ao Chuí em menos de 1 hora

O Sky Magnetar, criado pelo designer espanhol Oscar Viñals, é 3 vezes mais veloz que o Concorde. Conceito aguarda financiamento para sair do papel
Imagem: Oscar Viñals/Reprodução

Além do investimento em viagens turísticas espaciais, existem pessoas bastante interessadas em desenvolver jatos comerciais capazes de atingir velocidades hipersônicas. Assim, poderia diminuir consideravelmente o tempo de viagens mais longas.

whatsapp invite banner

O celular mais vendido da Amazom com 25% OFF
Xiaomi Redmi Note 13 8+256G
R$ 1.203

A ideia não é nova, uma vez que, na segunda metade do século, França e Inglaterra construíram o jato supersônico Concorde. Porém, o avião realizou voos comerciais até 2003, sendo aposentado em seguida. Após isso, nenhum outro projeto tão ambicioso viu a luz do dia. Agora, porém, um novo conceito chama atenção por apostar em tecnologias modernas para tornar este sonho possível.

O conceito Sky Magnetar, criado pelo designer espanhol Oscar Viñals, é três vezes mais veloz que o Concorde, podendo atingir uma velocidade de 6.174 km/h. Para se ter uma ideia, nessa velocidade seria possível viajar do Oiapoque (AP) ao Chuí (RS), os municípios mais ao norte e mais ao sul do Brasil, respectivamente, em menos de 1 hora. 

Além disso, a aeronave é livre de emissões poluentes, uma vez que utiliza hidrogênio ao invés de outros combustíveis derivados do petróleo normalmente utilizados na aviação.

O conceito, que é possível conferir em detalhes no vídeo abaixo, conta com dois motores de ciclo combinados na parte traseira, o que lhe permitiria trabalhar alternando em velocidades subsônicas, supersônicas e, até mesmo, hipersônicas

Operação pode se tornar inviável

A fuselagem, de aproximadamente 112 metros de comprimento, tem à disposição um sistema térmico avançado que utiliza gás hidrogênio (o mesmo utilizado como combustível). A ideia é resistir ao calor extremo originado pelo atrito do ar em velocidades hipersônicas. 

O Sky Magnetar ainda conta com estruturas construídos em fibra de carbono reforçado no cone do nariz e também nas bordas. Isso oferece alta condutividade térmica, além de resistência à corrosão e estabilidade mesmo sob altas temperaturas.

Caso veja a luz do dia, a aeronave teria capacidade para acomodar entre 100 e 120 passageiros. O designer concebeu o hipersônico para que dois pilotos o conduza. Além disso, ele usará um sistema operacional baseado em IA (Inteligência Artificial), que também é capaz de controlá-la.

Por enquanto, o projeto aguarda financiamento, mas, na prática, é bastante improvável que ele realmente tenha operações comerciais no futuro. Embora não tenha o mesmo impacto ambiental que o Concorde, os custos para mantê-lo devem ser parecidos ou até superiores. Aliás, o jato britânico/francês foi aposentado, principalmente, pelos altos custos de operação e manutenção.

Por outro lado, devemos levar em consideração que o Sky Magnetar utilizará das tecnologias mais modernas. Mesmo assim, alguns especialistas consideram o projeto inviável.

O Giz Brasil pode ganhar comissão sobre as vendas. Os preços são obtidos automaticamente por meio de uma API e podem estar defasados em relação à Amazon.
Vinicius Marques

Vinicius Marques

É jornalista, vive em São Paulo e escreve sobre tecnologia e games. É grande fã de cultura pop e profundamente apaixonado por cinema.

fique por dentro
das novidades giz Inscreva-se agora para receber em primeira mão todas as notícias sobre tecnologia, ciência e cultura, reviews e comparativos exclusivos de produtos, além de descontos imperdíveis em ofertas exclusivas