Motivada por um investimento de 4 milhões de dólares da NASA, a equipe da Universidade de Cambridge desenvolveu uma fita leve e flexível que acredita-se ser a mais forte do mundo. No momento, a equipe está produzindo 1 grama do material por dia, suficiente para esticar até 29km em comprimento. De acordo com Alan Windle, professor de ciência dos Materiais em Cambridge, a NASA quer 230.400km deste troço – mas ele menciona que seria necessário um nível industrial de produção para obter isso.

Ainda assim, esta idéia que já foi ridícula está de fato ganhando adeptos. Os japoneses já consideraram seriamente fazer um a partir de nanotubos de carbono e alguns acreditam que este novo projeto pode ser bem-sucedido em menos de uma década. Eu não acredito muito nisso – mas ainda fico com a minha mente aberta. [Times Online via io9]