O Google está trabalhando em uma nova ferramenta de busca móvel que prevê o que você está pensando em procurar, e mostra a resposta antes de você perguntar. É como um mordomo vidente que leva um sanduíche quando você mais precisa sem que você precise pedir.

De acordo com o Technology Review, o novo conceito tem o objetivo de entender as necessidades dos usuários com um grupo de testes que usa o serviço no dia a dia.

O jornalista Tom Simonite, um dos cerca de 150 usuários escolhidos pelo Google para ajudar na criação da ferramenta, explica como os testes foram feitos:

Por três dias no mês passado, em oito momentos aleatórios do dia, meu celular vibrou e o Google me perguntou ‘O que você quis saber recentemente?’. As respostas que eu dei fizeram parte de um experimento que me envolveu junto com mais cerca de 150 pessoas. Ele foi feito para ajudar o maior buscador do mundo a entregar informações a usuários que eles nunca pensaram em buscar na internet.

O objetivo do Google, então, é fazer com que você busque tudo na internet. Nós já pesquisamos a maior parte das coisas no próprio Google, mas ainda existem algumas informações que perguntamos a nossos amigos, por exemplo, e que o Google quer que estejam disponíveis também na internet.

Os resultados neste início de pesquisas parecem estar baseados em conhecimento local, como dizer quantas pessoas estão em uma fila para comprar sanduíches no supermercado. O Google também usa informações contextuais de dispositivos GPS para usar sua localização. Isso ajuda a responder questões que você pode estar se fazendo, mas não acha que são importantes o suficiente pra tirar o celular do bolso e procurar.

Nós suspeitamos que essas mensagens antes das buscas podem muito bem vir carregadas de anúncios de pizzarias locais, com o Google basicamente esperando nos adicionar à maior lista de distribuição de emails do mundo. Mas nunca sabemos. Nem tudo que eles fazem é para forçar pessoas a clicarem em anúncios de produtos para branquear os dentes. [Technology Review via BGR]