Começar algo novo é difícil. Pode ser até um pouco amedrontador. Talvez você não saiba por onde começar, ou tenha medo de falhar. Mas a única maneira que você tem de conseguir fazer alguma coisa é se levantando e fazendo. Mostramos aqui como superar esses medos, levantar seu traseiro da cadeira e alcançar, de verdade, essas metas.

Todos temos projetos inacabados e a falta de motivação é um dos maiores motivos para não terminá-los. Talvez seja aquele livro acumulando pó na prateleira que você prometeu começar a ler faz tempo, ou o novo emprego que você sempre inventa desculpas para não procurar, ou ainda seu grande talento para as artes desperdiçado enquanto você fica esparramado no sofá assistindo maratonas de seriados no Netflix. Todas essas coisas são assustadoras à primeira vista e são fáceis de serem continuamente ignoradas apenas para manter as coisas como estão. Mas como Adam Savage, do Mythbusters, mostra, quando direcionamos nossas mentes para alguma coisa, passamos todos pelo mesmo processo:



(1) Não sei como, (2) Não posso bancar alguém para fazer por mim, (3) tenho que fazer, (4) hey, não é tão difícil!

Tomar uma atitude e cumprir suas tarefas não é fácil (nem nunca será), mas não precisa ser difícil. Se você tiver o planejamento correto e atitude, estará muito mais inclinado para ser bem sucedido. Na realidade, levantar-se do sofá e começar a fazer algo é incrivelmente fácil e requer apenas alguns poucos passos:

  • Descubra o seu objetivo: nem é preciso fazer alguma coisa — apenas se sente e pense no que quer fazer agora.
  • Pesquise: quando mais pesquisas você fizer, mais fácil a tarefa à sua frente será. Poxa, você consegue fazer qualquer coisa se só precisar seguir algumas orientações.
  • Defina prazos e respeite-os: definir prazos é fácil, apenas escolha uma data. Manter-se fiéis a eles é um pouquinho mais difícil, mas você pode estipular um sistema de recompensas para manter-se nos trilhos.
  • Dê a si mesmo tempo para trabalhar: pelo menos 15 minutos por dia. Isso é fácil, certo?
  • Comece: sério, tudo o que você precisa é começar — se gostar do que estiver fazendo, você manterá o ritmo.

O processo inteiro de levantar-se e motivar-se é realmente simples assim. Mas se você está tendo dificuldades, vamos dar uma olhada nos macetes que você pode usar para se manter caminhando para frente.

Encontre a sua meta e escreva o seu manifesto

Minha vida em 10 anos.Parece simples, mas você caiu na rotina e não sabe o que fazer, é importante descobrir isso antes de tudo. Comece com um único e sólido objetivo. Se você tiver problemas em focar nos seus objetivos, a hierarquia deles pode ajudá-lo. Não exagere também — você terá mais chances de cumprir seus objetivos quando fixar em apenas um. Então, escolha aquela coisa que há tempos você quer fazer (aquele livro, o novo emprego ou aquele projeto artístico) e apenas pense nele. O site de criatividade 99U chama isso de seu tempo “pensar”. Não aja ainda, apenas pense:

“Não é coincidência que a motivação para pensar e a motivação para agir pareçam nos atingir em momentos diferentes. Uma pesquisa dos psicólogos Arie Kruglanski, Tory Higgins e seus colegas sugerem que temos dois sistemas motivacionais complementares: o sistema ‘pensar’ e o sistema ‘agir’ — e somos geneticamente capazes de usar apenas um de cada vez.”

É aqui que o manifesto entra. Quando você estiver pensando no que quer fazer, escreva um manifesto que descreva os seus objetivos. Um manifesto pessoal pode soar meio exagerado, mas é uma ótima forma de elevar seus objetivos e motivações o suficiente para começar. O ponto aqui é declarar seus princípios e criar uma “call to action” — neste caso, a “call” é para você mesmo. O Art of Manliness sugere que você escolha um tópico, defina seus princípios e use uma linguagem afirmativa em seu manifesto:

“Eu não queria frases como ‘Eu quero demonstrar força e controle…’ Usei o mais poderoso ‘Eu VOU demonstrar força e controle…’ Isso parece um detalhe mínimo, mas se você usa uma linguagem ativa, encarará a coisa de maneira muito mais séria. Você ainda pode explorar ainda mais a linguagem usando o tempo presente: ‘Eu demonstro força e controle.'”

Seu manifesto pessoal deve concentrar-se em seu objetivo — aquela coisa que você faria agora mesmo se soubesse como. Não pense no “como” ainda, concentre-se no “porquê” e no “o quê”. Não se preocupe com o tamanho do manifesto, nem com a sua gramática. Você não está redigindo um documento para o mundo. É para você descobrir o que lhe move para sair da inércia e começar a fazer algo.

Quando você descobrir o seu objetivo, pense pequeno e não comece a fazer alguma coisa até que tenha ideia de onde quer parar. Assim que tiver esse objetivo final, é hora de começar a pensar em como chegar lá. Foto por lululemon athletica.

Pesquise o que você precisará

Pesquise o que você precisa.Jogar-se em um projeto ou objetivo sem pesquisa é uma receita para o desastre. Mas é importante também não pesquisar muito e se esquecer de começar a parte prática. Descubra o que você precisa para começar e faça isso.

Claro, o que você precisará depende do que você está em busca. Livros são sempre uma boa pedida para coisas como consertos domésticos e projetos DIY (“faça você mesmo”), bem como o YouTube. Para coisas relacionadas ao computador, o Lifehacker americano tem alguns guias (em inglês) que podem ajudá-lo a começar diferentes projetos.

Para projetos mais peculiares (digamos, aquela ideia para uma graphic novel que você adia há anos), não é má ideia apelar para fóruns de discussão e subreddits criativos no Reddit para buscar pessoas com ideias parecidas com as suas para ajudá-lo. Foto por Nadina Helen Bakos.

Defina prazos e seja fiel a eles

Defina prazos e seja fiel a elesPrazos e objetivos são uma das melhores maneiras de se manter nos trilhos independentemente do que você esteja em busca. Quando você diz a si mesmo, “eu vou terminar isso no dia [tal]”, não ganha só um prazo, mas uma direção concreta para trabalhar.

Se você tem problemas para cumprir prazos (ou simplesmente não entende a lógica de impôr um praz a si mesmo de forma tão rigorosa), talvez tenha que testar algumas coisas diferentes. Uma das melhores ideias para cumprir prazos é dizer a seus amigos e familiares ou, se for preciso, realizar todo o projeto sob os olhares públicos. Também é legal ter uma recompensa para o cumprimento do prazo, assim você pode comemorar quando terminar.

Você precisa descobrir uma forma de fazer os seus próprios prazos arbitrários funcionarem contigo. É fácil convencer-se a si mesmo para adiar um prazo como você faria com um chefe de pulso fraco — mas tente não fazer isso e mantenha-se comprometido com seu planejamento. Lembre-se: o progresso é uma motivação melhor que o dinheiro. Foto por Dafne Cholet.

Dê tempo a si mesmo para focar

Dê tempo a si mesmo.Trabalho em seu projeto todo dia, não importa quanto tempo você consiga dedicar a ele. Esse é um daqueles cenários onde o conselho de Jerry Seinfeld para não quebrar a corrente de trabalho é realmente útil: faça um calendário na sua parede e dê um visto em cada dia em que você trabalhar no seu projeto. Isso o manterá motivado a continuar.

A forma mais fácil de abortar um projeto antes mesmo dele começar é alegar que “não tem tempo o bastante” para dedicar a ele. Na prática, você não precisa do tanto de tempo que imagina. Mark Frauenfelder sugere que mesmo 15 minutos por dia já está legal:

“E se eu me der 15 minutos por dia para me afastar do computador e trabalhar em um projeto? E eu acho que quase ninguém pode doar-se por 15 minutos por dia. Mas isso realmente acrescenta e ao fim de um mês mais ou menos, tem-se uma quantidade considerável de horas que você conseguiu devotar a fazer coisas.”

15 minutos, claro, não é muito tempo. Se você conseguir dispender mais tempo, faça isso. Uma forma de encontrar tempo é programar seu cronograma de uma forma que você force a si mesmo a trabalhar em seus objetivos todos os dias. Dependendo do tipo de projeto que você está engajado, lembre-se que seu corpo tem horários melhores ao longo do dia, onde ele se sai melhor em certos tipos de tarefas. Por exemplo, se estiver escrevendo um livro, você será mais produtivo fazendo isso no começo do dia. Foto por  Lisa Yarost.

Apenas comece

Comece.No fim das contas, nenhuma preparação lhe fará bem a menos que você comece a trabalhar de fato. Já falamos disso antes, e continua sendo verdade: começar é tudo. Dê a si mesmo 10 ou 15 minutos todos os dias para trabalhar em seus objetivos ou projetos e comece independentemente de qualquer coisa. Se a coisa não engrenar depois de 15 minutos de atividade mínima, você pode parar sabendo que pelo menos cumpriu alguma coisa. Mas é bem provável, porém, que você realmente fará algum progresso significativo e, uma vez que comece, você se surpreenderá ao ver o quão rápida aquele tempo agrega positivamente. Antes que você perceba, você terá feito algo que realmente valha a pena. Foto por Chris Thomson.

Imagem do topo (modificada) de: Leremy (Shutterstock).