Se você está aguardando o lançamento do Pixel 6, do Google, para comprar um novo telefone, aí vai uma boa notícia: a espera vai terminar na próxima semana. O smartphone teve informações e imagens vazadas nos últimos meses — sabemos como ele é, o que o processador personalizado do Google pode fazer e até mesmo quais são seus acessórios. Que outras surpresas sobraram?

O Google realizará um evento de lançamento do Pixel 6 no dia 19 de outubro. O evento deve nos dar mais informações sobre a estratégia do Google para smartphones, já que o Pixel 6 é uma revisão completa de seus antecessores. Espera-se, inclusive, que ele seja o carro-chefe que esperamos pela empresa nos próximos anos. Junto com seu chip personalizado, o Pixel 6 apresenta um novo sistema de câmera e melhora recursos que, antes, eram pontos problemáticos para usuários mais antigos.

Aqui está tudo o que sabemos sobre o Pixel 6 até agora — e o que esperamos descobrir na próxima semana.

O Google vai lançar o Pixel 6 em dois tamanhos, algo que é feito todos os anos desde o lançamento do smartphone, em 2016. Mas, desta vez, o telefone maior tem um apelido diferente. O Pixel 6 é essencialmente o modelo básico, enquanto o Pixel 6 Pro é o modelo “profissional”, com hardware mais premium.

O Pixel 6 terá uma tela OLED de 6,4 polegadas, com uma taxa de atualização de 90 Hz. Já o Pixel 6 Pro terá uma tela OLED maior, de 6,7 polegadas, com uma taxa de atualização de 120 Hz. Ambos os telefones funcionam com o que o Google chama de Tensor, sistema de chip customizado que a empresa construiu para oferecer funções de IA e tecnologia de aprendizado de máquina feitas sob medida para o hardware Pixel. Ele também inclui um novo chip de segurança. Falaremos sobre ele mais tarde.

O Pixel 6 funcionará com 8 GB de memória RAM, enquanto o Pixel 6 Pro terá 12 GB. Ambos os telefones estarão disponíveis com 128 GB e 256 GB de armazenamento, embora o Pro chegue a 512 GB.

As câmeras — e o software da câmera –que vêm de fábrica com os smartphones Pixel do Google, têm sido o recurso de destaque. Espera-se que o Pixel 6 continue com duas câmeras, enquanto o Pixel 6 Pro tenha três lentes traseiras. Ambos os dispositivos incluem uma câmera grande angular de 50 MP, uma câmera ultra grande angular de 12 MP e uma câmera frontal de 12 MP com um campo de visão de 90 graus. Os usuários do Pixel 6 Pro terão uma lente telefoto adicional de 48 MP, com um zoom óptico de 4X.

De acordo com os materiais que vazaram, a câmera Pixel 6 será capaz de capturar até 150% mais luz do que suas antecessoras. Haverá também alguns novos modos de câmera, incluindo um novo modo de movimento e um novo modo retrato. O recurso Magic Eraser também deve dar as caras nesta versão da câmera do Google — algo que esperamos que a empresa lance desde que a tecnologia foi anunciada, em 2017. 

A gravação de vídeo também terá uma evolução. Em nossa prévia do Pixel 6, o Google observou que o chip Tensor pode permitir o processamento simultâneo de recursos como HDR em tempo real e identificação de objetos. Isso permite que a câmera ajuste melhor o equilíbrio de branco e a faixa dinâmica, para que a foto saia tão bem quanto se você a tivesse feito com a ajudinha de um filtro do Photoshop.

Baterias que duram mais

Uma das principais reclamações que tínhamos sobre smartphones Pixel anteriores era que suas baterias tinham uma duração decepcionante. Felizmente, o Pixel 6 e o ​​Pixel 6 Pro parecem ter sido reforçados. O Pixel 6 tem uma bateria de 4620 mAh dentro dele, enquanto o Pixel 6 Pro terá 5000 mAh. Isso dá ao Pixel 6 uma bateria maior do que o Samsung Galaxy S21, enquanto o 6 Pro estará no mesmo nível do Galaxy S21 Ultra — o que dá mais crédito ao nome “pro”. 

Os smartphones Pixel 6 terão recursos nativos de economia de energia do Android para que você aproveite ao máximo sua bateria. O recurso Adaptive Battery do Android 12 aprenderá seus padrões de uso ao longo do tempo para reservar energia para os aplicativos que você mais utiliza. Há também um recurso Extreme Battery Saver, que pode ajudar o Pixel 6 a durar até 48 horas sem o carregador.

E por falar em energia, há um novo Pixel Stand no horizonte. O material que vazou mostra o suporte de carregamento sem fio redesenhado, com um ventilador de resfriamento integrado — semelhante ao carregador Warp 50 Wireless da OnePlus. Sabemos que o Pixel 6 oferece suporte para carregamento rápido com fio de até 30 watts por meio de carregamento com fio. Quanto ao carregamento sem fio, o Pixel 6 atinge no máximo 21 watts, enquanto o Pixel 6 Pro pode suportar até 23 watts.

Foco na segurança

Com um chip de fabricação própria, o Google assumiu mais o controle de sua linha de produtos. O TPU personalizado significa que a empresa pode facilmente suportar seu hardware por mais tempo do que era possível com componentes de terceiros. Ele também está agregando um novo chip Titan M2, o que, na teoria, ajudaria o Google a oferecer cinco anos de atualizações de segurança.

O Android 12 começará a ser implementado em smartphones nos próximos meses, embora os modelos Pixel do Google sejam sempre os primeiros a serem atualizados. Existem vários novos recursos de segurança incorporados ao Android 12 que o Pixel 6 utilizará imediatamente. Junto com a capacidade de cortar instantaneamente o acesso ao microfone e às câmeras, o novo Hub de Segurança ajuda a localizar todas as configurações de proteção em um só lugar, em vez de ter que ajustá-las individualmente no painel Configurações.

Novas cores

O Pixel 6 estará disponível para compra em Stormy Black, Kinda Coral e Sorta Seafoam — com os dois últimos sendo tons pastel. O Pixel 6 Pro também virá em Stormy Black e duas cores adicionais, chamadas Cloud White e Sorta Sunny, um tom laranja.

O que não sabemos

Ainda existem algumas coisas que não sabemos sobre o Pixel 6 e 6 Pro. Não se sabe ao certo como o processador funciona no uso diário. Também não sabemos como alguns de seus recursos especializados funcionarão, ou se haverá reconhecimento facial, além do novo leitor de impressão digital sob o display. No entanto, temos uma dica de que o mecanismo de desbloqueio pode ser possível sem a câmera IR necessária que está faltando na folha de especificações do Pixel 6.

Assine a newsletter do Gizmodo

Não esperamos que haja qualquer outro lançamento de hardware no evento. Mas em se tratando do ecossistema do Google, uma surpresa é sempre possível. Um vazamento recentemente confirma informações de uma fonte de que um dispositivo dobrável Pixel está chegando este ano. Só que não houve muito mais sobre ela do que um design de conceito não oficial. Também há algumas especulações de que podemos ver um modelo de Google Nest junto ao lançamento do novo telefone — assim como o Google fez ao anunciar o Nest Hub de última geração no evento Pixel 5 no ano passado. Mas isso parece improvável, considerando que o Google atualizou recentemente a maior parte dessa linha.