O menino que ama a menina. A menina que ama o menino. O menino que ama o menino. A menina que ama a menina. Que importa? No fim dá tudo certo. A única coisa importante é que vocês se amam e podem continuar curtindo seus joguinhos a qualquer momento — incluindo durante uma sessão de carinhos de pé no metrô.

De repente a moda pega e isso pode ser encarado como um novo jeito de casais se equilibrarem no transporte coletivo — pelo menos é mais higiênico do que segurar naquelas barras. Mas poderiam dispensar o celular, né? Aproveitem o momento, pessoal, deixem o Angry Birds para quando não tiver mais nada pra fazer. [Valeu, Karl!]

Larguem seus celulares!