O Oldflix é um serviço brasileiro de streaming cujo acervo traz filmes e séries antigos, a maioria lançados antes dos anos 90. A empresa garante que a operação é legítima, mas há algo de estranho ocorrendo nos bastidores.

Atualização: a empresa emitiu um comunicado ao Gizmodo Brasil explicando o que aconteceu. O Oldflix garante que o catálogo é licenciado, mas usou o Vimeo para streaming e não avisou isso a eles, resultando na retirada dos vídeos; os detalhes estão no fim do post.



O catálogo do Oldflix inclui clássicos de diretores como François Truffaut e Federico Fellini; filmes como Flipper e Admiradora Secreta; séries como Arquivo X e A Mulher Biônica; e desenhos animados como Caverna do Dragão, Dragon Ball e Cavaleiros do Zodíaco – são 800 títulos no total.

Ficamos curiosos e criamos uma conta no serviço. Ele custa R$ 9,90 mensais e a primeira semana é gratuita. O cadastro não pede um número de cartão de crédito.

No entanto, na hora de abrir os vídeos, nos deparamos com a interface do player do Vimeo. A ferramenta F12 do navegador mostra que, de fato, as séries e filmes estavam vindo de lá:

oldflix vimeo

Isso é bem curioso. Por que um serviço de streaming usaria o Vimeo para distribuir seu catálogo? Seria essa uma iniciativa pioneira de brasileiros, ou havia algo de errado?

Por um lado, o Vimeo dá as bases para criar um serviço de streaming. Assinantes dos planos Plus e Pro (que custam US$ 60 e US$ 200 anuais, respectivamente) podem ocultar seus vídeos do site Vimeo.com – de fato, ao visitar um link direto do Oldflix, encontrávamos uma mensagem de erro. Também é possível liberar a incorporação de vídeos apenas em determinado site (no caso, oldflix.com.br).

Além disso, as diretrizes do site dizem: “os membros do Vimeo PRO podem carregar vídeos que eles não criaram, desde que detenham os direitos e as permissões necessárias”. Isso não deveria ser problema: falamos com o Oldflix pelo Facebook, e eles dizem ao Gizmodo Brasil que “o conteúdo é todo licenciado”.

Entramos em contato também com o suporte do Vimeo para ter certeza. Enviei uma mensagem às 15h40. Quando fui tentar assistir um filme no Oldflix às 16h10, me deparei com a seguinte mensagem de erro:

oldflix vimeo erro

Isso aconteceu com todo título que escolhi: A Vida é Bela, Agente 86, A Feiticeira, Mortal Kombat: Defensores do Reino, A Pantera Cor de Rosa, entre outros.

Na página do Facebook, outros usuários também reclamaram:

oldflix erro facebook

Às 16h40, um representante da equipe de Trust & Safety do Vimeo me enviou um e-mail, dizendo:

Com uma comunidade e uma biblioteca tão gigantescas, não é possível para a equipe analisar cada vídeo. Portanto, nós realmente apreciamos os esforços de usuários do Vimeo em trazer conteúdo inadequado à nossa atenção…

Denunciar um vídeo chama a atenção de toda a conta para nossa equipe de apoio. Vamos analisá-lo e, em seguida, tomar as medidas adequadas.

Eu perguntei se “o Oldflix tem permissão para enviar esse material?” – e o Vimeo tratou isso como uma denúncia. Pior, eles dizem que o serviço brasileiro enviou “conteúdo inadequado”. Eles não sabiam que o conteúdo é licenciado, ou o conteúdo não é licenciado?

oldflix voltamos

Voltamos a falar com o Oldflix, mas eles não responderam. A única mensagem que recebemos diz que o conteúdo é legítimo, e que “estamos modificando o player”. A página inicial do site, por sua vez, afirma: “Voltamos em breve! Não vai demorar muito =)”.

A ideia do Oldflix é bacana, mas eles claramente tiveram problemas na hora de hospedar o conteúdo – como mostram a Netflix e o YouTube, isso não é tarefa fácil. Espero que tudo se resolva em breve.

Atualização (21h18): em comunicado, o Oldflix reitera que o conteúdo é licenciado, mas diz que não avisou o Vimeo disso oficialmente, por isso ocorreu a remoção dos vídeos. Eles planejam usar uma plataforma própria com serviços de hospedagem, e “os clássicos poderão conferidos em muito breve pelos usuários”. O texto completo segue abaixo.

Antes de mais nada quero enfatizar o que já foi dito via Facebook: sim, todo o nosso conteúdo é licenciado. A empresa envolvida no projeto está há cerca de 26 anos no mercado e qualquer dúvida quanto a veracidade dessa informação pode ser questionada judicialmente, se necessário. Não temos o que esconder, estamos dentro da lei e não queremos ganhar dinheiro em cima dos usuários, como foi afirmado nos comentários de sua matéria.

Estamos há menos de uma semana no ar e realmente não esperávamos a enorme repercussão e adesão por parte do público e da imprensa. A hospedagem de conteúdo do Vimeo estava sendo utilizado nesse momento inicial, digamos, de testes, enquanto a nossa própria plataforma, em fase de desenvolvimento, fosse finalizada, e os devidos servidores/hospedagem contratados de forma definitiva. Acontece que o processo acabou se invertendo (as pessoas abraçaram o Oldflix e viralizamos) e agora nos aceleramos para voltar com o site no ar em 24 horas, com as devidas alterações nesse sentido.

Quando assinamos o serviço pago do Vimeo, não entramos em contato oficialmente com eles para falar a respeito do nosso projeto e do tamanho dele. Isso pode ter nos prejudicado, já que eles tiraram o canal do ar, nos dando o direito de resposta em 48h, a respeito dos direitos das obras. Acreditamos que essa atitude (a de tirar do ar) tenha a ver com a quantidade de conteúdo que eles tem na plataforma deles e a dificuldade de verificar prontamente e de forma mais detalhada as possíveis denúncias de irregularidades que, afinal, podem ser feitas por qualquer usuário. De qualquer forma, o nosso jurídico já está cuidando do caso e tomará as devidas medidas quanto a esse equívoco.

Mas como nossa intenção nunca fui a de manter os filmes no Vimeo (como já disse, era algo emergencial nessa fase de testes), seguiremos com a nossa plataforma e os novos serviços de hospedagem/servidor, e os clássicos poderão conferidos em muito breve pelos usuários.

E este é o comunicado público da empresa no Facebook:

Devido a enorme repercussão e a quantidade de acessos/inscrições que o Oldflix teve essa semana, tivemos alguns problemas técnicos em nossa plataforma, mas já estamos trabalhando para voltar em muito breve.

É importante dizer que nenhum usuário será lesado nesse processo e no caso dos assinantes, serão retornados os dias em que o serviço estiver fora do ar. Manteremos sempre a transparência e o diálogo aberto com essa comunidade que está se criando, os “Oldflixs”.

Agradecemos profundamente por terem abraçado dessa forma esta iniciativa. Trabalhamos por vocês que, assim como nós, são apaixonados pelo cinema!

Foto por Rakka/Flickr; atualizado em 02/04