Se você se sente frustrado toda vez que precisa passar no mercado, pegar os itens, passar no caixa e pagar com dinheiro, isso pode mudar em breve. Em encontro com jornalistas, o Pão de Açúcar contou que pretende abrir sua primeira loja Minuto Beta cheia de tecnologia em três meses, e entre cinco ou seis em um ano.

O grande diferencial do Pão de Açúcar Minuto Beta é o uso extensivo da tecnologia. De acordo com o vídeo do conceito mostrado durante o evento, a loja parece um misto de café com mercearia, com lanches, alimentos prontos para consumo e produtos frescos.

Ela contará com totens de autoatendimento com reconhecimento facial para identificação, pagamento pelo app e self checkout (sistema para passar as compras sozinho no caixa). Além de tudo, o ambiente também terá tomadas e rede Wi-Fi. Segundo a assessoria de imprensa, o vídeo mostra um protótipo e pode sofrer alterações em relação ao projeto da loja.

Aplicativo do Pão de Açúcar mostra itens escaneadosSistema de scan & go usado na loja Pão de Açúcar na sede do GPA. Foto: Guilherme Tagiaroli/Gizmodo Brasil

O conceito parece um avanço em relação à loja que fica na sede do Grupo Pão de Açúcar. O Gizmodo Brasil visitou esta loja da sede há algumas semanas para conhecer o scan & go, que consiste em passar produtos e pagar compras usando um app no celular. Não chega a ser uma Amazon Go, loja na qual os produtos são colocados automaticamente em um carrinho e o pagamento é feito automaticamente no smartphone do cliente, mas não deixa de ser uma conveniência, né?

É interessante que a marca não deve ser a única a entrar nessa onda. O Carrefour também tem feito testes com a tecnologia Scan & Go em lojas Carrefour Express em São Paulo. Então, pelo menos nessas lojas menores, a experiência de não pegar fila deve ser bem comum num futuro próximo.

Essas duas iniciativas são algumas das muitas incursões do Grupo Pão de Açúcar no campo da inovação, que vão de abolir os panfletos de papel das lojas e trocá-los por folhetos digitais até ter sua própria aceleradora de startups e um espaço no Cubo, hub de empreendedorismo e inovação do Itaú em São Paulo.

A empresa tem seus próprios apps de descontos para os mercados Extra e Pão de Açúcar, que contam com uma base instalada de 9 milhões de aparelhos. No final do ano passado, o GPA comprou a startup curitibana de entregas James e fez parceria com a GetNinjas para oferecer serviços nos aplicativos dos mercados.

Mesmo assim, a empresa não quer perder dinheiro nem se distanciar de sua natureza de varejista. “Nós não somos uma empresa de tecnologia nem queremos entrar no ramo de feira de ciências”, diz Antonio Salvador, diretor de transformação digital e e-commerce do GPA. Ele diz que a Minuto Beta será um laboratório para testar no mundo real ideias inovadoras, mas precisará dar receita como qualquer outra loja.

A primeira Pão de Açúcar Minuto Beta deve abrir em São Paulo nos próximos três meses. A empresa não deu mais detalhes sobre localização. Ao todo, cinco ou seis devem ser inauguradas nos próximos doze meses.