Na semana passada, a internet se empolgou com a notícia da inauguração de um parque temático da Nintendo em Osaka, no Japão. Mas, parece que a euforia não durou muito, visto que as críticas já sugerem que a atração não é aquilo tudo que se esperava.

Primeiramente, vale lembrar que a repórter da Bloomberg, Kurumi Mori, já havia sinalizado isso quando visitou o parque na Universal Studios Japan. Na ocasião, a jornalista inclusive levantou preocupações em relação a como o parque lidaria com as multidões durante a pandemia.

Segundo o Kotaku, o parque temático estará localizado atrás da atração “Tubarão” e do “Mundo Mágico de Harry Potter”. Na imagem abaixo, é possível ter uma ideia do tamanho do Super Nintendo World em comparação com as seções vizinhas.

Captura de tela: 毎日新聞/YouTube

A extensão do parque, em si, não parece ser o problema, mas como a área foi distribuída. De acordo com os relatos, a impressão é que os brinquedos estão “espremidos” em um pequeno espaço.

Os jogos da Nintendo são famosos por seus gráficos coloridos e cenários repletos de elementos visuais. Porém, reproduzir isso fielmente em um parque temático pode não ser a melhor ideia do ponto de vista logístico — ainda mais com uma inauguração marcada para um período em que a pandemia de COVID-19 provavelmente continuará sendo motivo de preocupação.

Na reportagem sobre a inauguração do parque, planejada para 4 de fevereiro, a Bloomberg havia mencionado que a Universal Studios já está se preparando para a criação de uma área dedicada ao Donkey Kong. Ainda assim, caso esse novo espaço siga o mesmo modelo que a atração principal, isso não vai resolver o problema atual.

Captura de tela: 毎日新聞/YouTube

Agora, resta esperar que a Universal Studios Japan adote todas as medidas de segurança necessárias com a abertura do parque e que considere uma reformulação do espaço no futuro.

[Kotaku]