Deu ruim. “Pearl”, a série animada produzida por Meghan Markle para a Netflix, foi cancelada antes mesmo da estreia. Esse seria o primeiro trabalho de ficção da atriz e seu retorno à indústria após casamento com príncipe Harry. 

O cancelamento foi confirmado nesta segunda-feira (2) em um e-mail da gigante do streaming à AFP. Segundo o site Deadline, o projeto foi um dos cortes feitos pela plataforma de streaming após recente revés econômico causado pela queda do número de assinantes.

A medida obedece às “decisões estratégicas da Netflix sobre as séries de animação”, informou a plataforma, que também suspendeu outras produções infantis, como “Dino Daycare” e “Boons and Curses”.

“Pearl” estava nos estágios iniciais de produção. Segundo descrição oficial, a série acompanharia uma garota de 12 anos “que encara os desafios do seu dia a dia tirando inspiração de várias mulheres importantes da história”. 

A série foi originalmente anunciada no ano passado, e Markle seria produtora executiva, junto com David Furnish, marido de Elton John. Essa seria a primeira série animada da Archewell Productions, empresa que a ex-atriz de Hollywood fundou com o marido, príncipe Harry, no final de 2020. 

Markle e o príncipe Harry assinaram um contrato de produção de conteúdo para a Netflix após abandonarem suas obrigações como membros da realeza britânica. O casal, que se mudou para a Califórnia, criou a Archewell Productions em homenagem a seu filho Archie.

Meghan tem outros trabalhos em planejamento com a Netflix, como a série documental “Heart of Invictus”. A trama vai mostrar a história dos jogos Invictus (uma espécie de Olimpíadas para militares veteranos), será o primeiro título da parceria.