Tecnologia

“Persona non grata”: confira a lista de países que já baniram o TikTok

Além dos EUA, veja os outros países que já baniram o aplicativo TikTok, parcialmente ou completamente - e os motivos por trás do banimento
Imagem: Reprodução/Unsplash

Na última quarta-feira (24), o presidente dos Estados Unidos, Joe Biden, sancionou uma lei que pode proibir o TikTok no país. Com a lei em vigor, a ByteDance é obrigada a vender a operação do TikTok nos EUA para uma empresa fora da China até 19 de janeiro de 2025, com prorrogação de até três meses.

[produto_amazon1]

Caso contrário, o país pode banir a rede social de todas as suas lojas de aplicativos e servidores. Além disso, plataformas como App Store e Play Store vão sofrer sanções civis caso possibilitem o download do app.

Os parlamentares dos EUA afirmam temer pela segurança de dados dos usuários. Isso porque, segundo o governo norte-americano, a ByteDance (empresa chinesa responsável pelo TikTok), estaria compartilhando informações com o Partido Comunista da China.

Agora, a ByteDance tenta lutar contra a legislação na justiça. De acordo com a empresa, a companhia prefere encerrar suas atividades na região a vender o aplicativo. Leia mais sobre a posição da empresa de tecnologia nesta matéria do Giz Brasil.

No Brasil, que venceu uma disputa contra Elon Musk e o X este mês, não há um projeto de lei que vise banir o TikTok. Além disso, a relação do país com a China é boa, diferente do que ocorre entre o país asiático e os EUA. Aliás, vale lembrar que ambos são parte do BRICS, grupo de países de economia emergente que visam a cooperação em prol do desenvolvimento econômico.

Apesar disso, várias big techs enfrentam problemas em diversos países do mundo, como o X na Austrália e o próprio TikTok, em mais de 10 territórios.

[produto_amazon2]

Veja outros países que proíbem parcialmente ou completamente o TikTok:

  • Afeganistão: o Talibã proibiu o acesso total ao aplicativo ainda em abril de 2022 para “evitar que a geração mais jovem seja enganada”;
  • Austrália: as agências governamentais individuais proíbem a instalação em dispositivos oficiais;
  • Bélgica: o app é proibido em telefones do governo;
  • Canadá: proibido em dispositivos do governo por questões de segurança;
  • Dinamarca: baniu o app de telefones do governo;
  • Índia: proibiu o TikTok em 2020 após confrontos com o país;
    Indonésia: baniu o app diversas vezes, alegando primeiramente “pornografia, conteúdo impróprio e blasfêmia”;
  • Nova Zelândia: proibiu o app em dispositivos do governo;
    Paquistão: derrubou o aplicativo por “conteúdo imoral” mais de uma vez nos últimos anos;
  • Reino Unido: os dispositivos do governo são proibidos de acessar o aplicativo;
  • Taiwan: proíbe o acesso ao app em dispositivos do governo;
  • China: o TikTok nunca esteve disponível na China continental, apenas o aplicativo semelhante Douyin, também da ByteDance;
  • França: o uso de aplicativos de mídia social é proibido nos telefones de funcionários do governo;
  • Letônia: proibido em smartphones oficiais do Ministério das Relações Exteriores;
  • Holanda: aplicativos “de países com um programa cibernético ofensivo contra os interesses holandeses” são proibidos nos telefones de trabalho dos funcionários do governo;
  • Nepal: proibição nacional do TikTok por “perturbar a harmonia social” e por “materiais indecentes”;
  • Noruega: o parlamento norueguês proibiu o Tiktok em dispositivos de trabalho;
  • Somália: o acesso ao TikTok, Telegram e à 1XBET é proibido no país por “conteúdo extremista, nudez e materiais ofensivos à cultura somali e ao Islã”.

Com informações do Yahoo.

Isabela Oliveira

Isabela Oliveira

Jornalista formada pela Unesp. Com passagem pelo site de turismo Mundo Viajar, já escreveu sobre cultura, celebridades, meio ambiente e de tudo um pouco. É entusiasta de moda, música e temas relacionados à mulher.

fique por dentro
das novidades giz Inscreva-se agora para receber em primeira mão todas as notícias sobre tecnologia, ciência e cultura, reviews e comparativos exclusivos de produtos, além de descontos imperdíveis em ofertas exclusivas