As autoridades de Hillsborough County, na Flórida, prenderam Rodney Howard-Browne, o pastor do River at Tampa Bay Church, por se recusar a parar de realizar serviços religiosos que atraíram grandes multidões em violação de uma ordem de saúde do condadoinformou a CNN na segunda-feira (30).

As autoridades do condado ordenaram que os moradores “ficassem em casa o máximo possível vinte e quatro horas por dia, sete dias por semana” devido à pandemia de coronavírus em andamento, exceto para saídas essenciais, como ir a supermercados, se exercitar e consultas médicas.

Todos os serviços não essenciais que não permitem manter uma distância de dois metros ou mais entre as pessoas foram ordenados a fechar, e as igrejas não estão na lista. Os sermões de Howard-Browne, que segundo as autoridades do condado incluíam multidões de até 500 pessoas no fim de semana passado, violavam a proibição de grandes aglomerados. O Tampa Bay Times informou que o pastor continuara a levar fiéis no fim de semana passado.

De acordo com a CNN, o xerife Chad Chronister do condado de Hillsborough disse que Howard-Browne foi acusado de dois delitos de segundo grau, reuniões ilegais e violação de emergência de saúde. O xerife disse que ele e os advogados do escritório pediram repetidamente a Howard-Browne para fechar a igreja e que o pastor “não se disponibilizou” quando a polícia chegou na segunda-feira.

“Por causa da negligência imprudente à segurança pública e depois de repetidos pedidos e avisos, trabalhei com nosso advogado do estado, Andrew Warren, para obter um mandado de reuniões ilegais e violação das regras de emergência de saúde pública, ambos delitos de segundo grau”, disse Chronister a repórteres, de acordo com o Tampa Bay Times. “Nosso objetivo aqui não é impedir ninguém de rezar, mas a segurança e o bem-estar de nossa comunidade devem sempre vir em primeiro lugar”.

Howard-Browne, um líder cristão evangélico e partidário de Donald Trump, caracterizou os que permanecem em casa como “pansies” (termo ofensivo em inglês para se referir a uma pessoa considerada “covarde”). Durante seus sermões, ele espalhou teorias da conspiração sobre a “praga fantasma”, como a de que o coronavírus foi criado pelo governo chinês em colaboração com a mídia (com esta operação de alguma forma sendo simultaneamente “administrada pelos comunistas”) para beneficiar um “cartel de dinheiro” global).

“São todos os traidores do estado profundo que cercaram nosso presidente de todos os lados que o estão alimentando com informações erradas”, disse Howard-Browne durante os cultos no início deste mês, segundo o Right Wing Watch. “Provavelmente estamos olhando para uma armação global contra os EUA enquanto falamos…Porque os EUA não aceitam a mudança climática, discursos sem sentido sobre calotas polares derretendo…Através dessa pandemia, a Organização Mundial da Saúde está chegando basicamente como tirania médica, e eles estão assumindo e produzindo um padrão internacional de leis que governa os países”.

A Flórida se tornou uma região de concentração de casos de coronavírus, com quase 5.600 casos confirmados e 63 mortes, segundo o rastreador da Universidade de Medicina John Hopkins. O governador do estado, o republicano Ron DeSantis, atrasou a imposição de isolamento social nas últimas semanas e permitiu que as multidões inundassem praias, bares, restaurantes e outros comércios, quase certamente para refletir a subestimação de Trump ao surto nacional.

Em vez disso, DeSantis ordenou que a polícia examinasse motoristas vindos de estados fortemente afetados na fronteira com a Flórida e apenas relutantemente implementou uma ordem mais fraca de “mais seguro em casa” no sudeste da Flórida, que só veio depois que muitos condados e municípios da região já terem ordenado suas próprias restrições. Não há nenhuma ordem de isolamento a nível estadual, embora membros da delegação do congresso do estado tenham alertado DeSantis a impor isso na semana passada.

“Havia um pequeno shopping center – Pet Supermarket, aberto”, disse Vicki Stanbury, de 59 anos, em Boynton Beach, ao New York Times. “Loja da [operadora] AT&T, fechada. Correios, aberto. Centro de lavanderia, aberto. Escola de beleza, fechada. Padaria, aberta. Gostaria de ouvir a mensagem de que isso é realmente sério: ‘Fique em casa, não saia. Não vá a serviços religiosos. Não fique andando pela Atlantic Avenue com 15 de seus amigos. Não desça para a praia’”.

Os hospitais de todo o país estão com poucos suprimentos médicos essenciais, como equipamentos de proteção individual e ventiladores. Um médico especializado em trauma no Jackson Memorial Hospital de Miami disse à CNN: “Estamos caindo lentamente no caos”.

De acordo com o Washington Post, Howard-Browne pagou fiança e seu escritório de advocacia, Liberty Counsel, argumentou que a ordem de saúde do condado “tem tantas exceções que parece um queijo suíço”. Eles também alegaram que a igreja possui um sistema de purificação do ar, usa desinfetante para as mãos e cumpre os requisitos de distanciamento social, embora tanto as imagens de vídeo dos sermões quanto as de primeira mão das autoridades mostrem multidões de pessoas que não mantêm um metro e meio de distância.

“É lamentável que o pastor esteja se escondendo atrás da Primeira Emenda”, disse o procurador estadual Andrew H. Warren a repórteres na segunda-feira, pela CNN. Ele acrescentou que o pedido era “constitucionalmente válido”.