O analista Chris Whitmore do Deutsche Bank reuniu todos os computadores portáteis – notebooks, netbooks e dispositivos mágicos – para ver como o mercado de dispositivos protáteis se alterou ao longo do tempo. Sem muita surpresa, os três milhões de iPads vendidos deram uma vantagem para a Apple. Mas isso não é tudo.

Whitmore argumenta que o crescente segmento de tablets – que inclui o iPad e os dispositivos futuros, como o tablet com WebOS da HP e o BlackPad da RIM – deveria incluir todos esses dispositivos, porque eles estão sendo usados como computadores tanto por consumidores como por clientes corporativos. É um argumento que faz sentido, e parece ser o motivo pelo qual Steve Ballmer não está contente e todo mundo está tentando lançar um concorrente para o iPad. Se você vir o crescimento ano-contra-ano no mercado total de portáteis, dá pra ver o motivo disso:



A mudança ano-contra-ano em participação de mercado também mostra um cenário semelhante. [Fortune]