Experimente abrir o Twitter e digitar as palavras “get help”. Você pode digitar qualquer coisa, até  “get sex” – é get mais uma palavra. Agora envie o tweet. O que aconteceu? O tweet sumiu? Exatamente.

Isto nos faz lembrar de um bug bizarro que surgiu no Twitter há algum tempo, no qual era possível forçar qualquer pessoa a seguir você. Bastava tuitar: accept [nome do usuário]. O bug foi eliminado; o sumiço de tweets com o comando “get”, no entanto, permanece.

Até alguns momentos atrás, eu e (provavelmente) você nem sabíamos desta bizarrice. Foi o John Herrman, ex-Gizmodo US, que percebeu e explicou por que isto acontece.

O “get” ainda serve de comando no Twitter, dos tempos que a rede social era pensada principalmente como um serviço de SMS. Ainda existe uma lista enorme de comandos de texto até hoje, inclusive em português (caso você use a interface em português). Entre eles:

WHOIS [usuário] ou QUEM [usuário]: obtém informações do perfil de qualquer usuário público do Twitter. Exemplo:  “whois jack”, ou “quem jack”.

STATS [usuário] ou ESTAT [usuário]: este comando retorna o número de seguidores do usuário, quantas pessoas ele está seguindo e informações de sua bio.

e, claro…

GET [usuário] ou ÚLTIMO [usuário]: obtém o último tweet postado pela pessoa. Você também pode usar :”g [usuário]” para obter o tweet mais recente do usuário. Exemplos: “get goldman” ou “último goldman”.

Ver que o comando “get” ainda sobrevive é, ao mesmo tempo, surpreendente e nada demais. Get + _____ é uma combinação de palavras muito comum no inglês, mas em geral não comum o bastante para só ela formar um tweet. (Eu acho!) Você conhece mais algum truque como este? [BuzzFeed]

Atualizado às 13h45; valeu, Diego!