No ano passado, o Facebook admitiu o vazamento de informações de cerca de 30 milhões de usuários e várias pessoas foram notificadas pela rede. Sim, eu fui um dos azarados. Isso me encheu de raiva e me fez vasculhar o que poderia ter sido roubado.

Os detalhes do ataque causaram parte dessa raiva. Não está claro o quanto da minha informação pessoal escapou do controle de Mark Zuckerberg e caiu nas garras dos hackers, mas sei que alguns dos que estão no grupo afetado de usuários estão com sérios problemas.

O Facebook diz que, em cerca de 400.000 contas, informações pessoais como “postagens em suas linhas do tempo, suas listas de amigos, grupos dos quais são membros e os nomes de conversas recentes no Messenger” foram comprometidas. Em um exemplo, o real conteúdo das conversas do Messenger foi exposto. Eu faço parte desses azarados? Não sei. Se não fizer, os hackers ganharam acesso a “gênero, localidade/idioma, status de relacionamento, religião, cidade natal, cidade atual, data de nascimento, tipos de dispositivos usados ​​para acessar o Facebook, educação, trabalho, os últimos 10 locais onde logaram ou foram marcados , sites, pessoas ou páginas que eles seguem, e as 15 pesquisas mais recentes” para 14 milhões de usuários e informações básicas de contato, como números de telefone e endereços de e-mail de outros 15 milhões de usuários.

Mas a verdadeira raiva não veio apenas dessa notícia. Afinal de contas, também no ano passado, o Facebook alertou o mundo que uma enorme violação de dados afetou 90 milhões de contas de usuários, e eu tinha motivos para acreditar que eu era uma delas. Então eu tentei excluir o máximo de informações pessoais do Facebook que podia no momento.

Depois do segundo ataque, fiz uma segunda ronda e encontrei camadas de dados ainda mais profundas. Tudo me levou a crer que provavelmente nunca saberei o quanto o Facebook sabe sobre mim. Eu nem tenho certeza se o Facebook sabe o quanto ele próprio sabe sobre mim. E quando os hackers invadem o Facebook, quem pode saber o que eles descobriram?

Entendendo isso, aqui está um breve guia prático. É baseado em minhas tentativas de excluir o máximo possível de informações identificáveis ​​da minha conta do Facebook sem realmente excluir a conta inteira. Eu não estou pronto para ir para a opção de deletá-lo completamente ainda por várias razões, como o fato de que minha mãe ficaria chateada. Eu também parei de confiar no Facebook há muito tempo, e o site me incomoda muito mais do que me ajuda. Na minha opinião, manter meu perfil no Facebook vivo não está longe de manter minha conta do Hotmail ativa. Ela pode ser útil. Mas definitivamente serve apenas para ficar acumular spam no momento.

Vamos deletar…

A primeira coisa que você precisa saber sobre destruir a sua presença no Facebook é que o Facebook não quer que você faça isso. Em nenhum ponto do processo eu vi uma caixa de diálogo útil que dizia algo como: “Ei, parece que você está tentando limpar a sua presença no Facebook, deixe-me ajudá-lo com isso”. O Facebook torna isso bem difícil.

Atenção é fundamental. Então vá para o Facebook.com, clique para ver o seu perfil e, em seguida, clique no botão “Sobre”. Isso trará um monte de menus que facilita bastante a edição do seu perfil, mas é significativamente mais difícil excluir essas informações. Se sua missão é excluir informações, no entanto, não se incomode em clicar no botão “Editar perfil”. Isso levará você a um pop-up confuso que permite editar, mas não remover informações. É um truque!

Página inicial de um perfil do Facebook

Então, agora você está na seção “Sobre”. No lado esquerdo da página, você verá todas as diferentes seções do seu perfil, como “Visão geral”, “Trabalho e educação”, “Lugares que você já viveu”. Toda essa porcaria que você provavelmente não lembra de ter adicionado ao seu perfil. Basta ir em frente e apagar tudo isso.

Para fazer isso, comece com cada seção abaixo de “Visão geral” e comece a apagar sua história de vida de acordo com o Facebook. Não se preocupe, vai se sentir libertador. Vamos ver “Trabalho e Educação”, por exemplo. Qualquer pessoa que valha a pena conhecer profissionalmente não está indo até o seu perfil no Facebook para descobrir suas credenciais, então por que deixar os seus dados aqui?

Basta clicar no botão “Opções” no lado direito de cada item. Isto irá revelar um menu com uma opção “Excluir”. Mas o que é ridículo é que clicar nele não apaga nada realmente, apenas pede para você mudar os detalhes. Então você tem que selecionar o botão de opção “Remover [o nome da informação]”, clicar em salvar, então ela vai embora.

Área do Facebook com experiência de trabalhos

Prepare-se, pois o resto da experiência é igualmente enganosa e frustrante. Apagar “Lugares que você morou” é tão fácil quanto excluir seus trabalhos antigos. As coisas ficam mais complicadas quando você chega em “Informações básicas e de contato”, no entanto.

O problema com o Facebook saber suas informações realmente pessoais – coisas como seu número de telefone e aniversário – é que o Facebook realmente quer esses dados demográficos essenciais. Isso significa que você não pode excluí-los. Bem, você pode excluir seu número de telefone, mas perderá a capacidade de acessar facilmente a autenticação de dois fatores. O Facebook também fará você ir até as configurações da conta para fazer isso, da onde pode ser difícil conseguir voltar para o lugar da onde você estava apagando tudo.

Área de aniversário do Facebook

Enquanto isso, você pode mudar seu aniversário para um aniversário falso, mas o Facebook não vai permitir que você deixe esse campo em branco. O gênero é necessário da mesma forma. Você pode escolher “Masculino”, “Feminino” ou “Personalizado”. Você não pode deixar em branco.

Continue trabalhando no lado esquerdo da página para se livrar de mais informações pessoais. Limpar o “Família e Relacionamentos” vai garantir que ninguém saiba sobre sua vida amorosa ou que você tenha adicionado seu antigo colega de quarto como meio-irmão. Livrar-se de “Detalhes sobre você” vai se livrar daquele profundo poema que você copiou de um caderno anos atrás. Excluir “Acontecimentos” na verdade significa que você precisa remover postagens da sua Linha de Tempo que foram marcadas como Acontecimentos, que podem ser tão inofensivas quanto “Comprei óculos novos” ou tão profundos quanto “Nascido em”. O Facebook não precisa armazenar qualquer uma dessas informações para você.

Agora, mais ajustes…

Até agora, estamos excluindo as informações que você ou as pessoas que você conhece adicionaram ao seu perfil do Facebook. Há outra seção assustadora de suas configurações que lida com informações sobre você que os algoritmos do Facebook compilaram com base na sua atividade online. Eu estou falando dos malditos anúncios.

Para chegar até aqui, clique na pequena seta no canto superior direito do seu perfil e, em seguida, vá para “Configurações”. Depois, ao lado de um minúsculo ícone do lado esquerdo da página, você verá “Anúncios” e clicando nele, você será direcionado para uma nova seção chamada “Preferências de anúncios”. É onde o Facebook o informa sobre que tipos de coisas ele acha que você gosta e, felizmente, você tem a opção de visualizar e remover determinados tópicos. Apenas por diversão, clique em “Seus interesses” e comece a deletar tudo que você vê. Esteja ciente de que existem diferentes categorias nas quais você precisa clicar e alguns dos resultados são bem estranhos.

Preferências de propaganda do Facebook

Esses tópicos são atualizados regularmente, então você não está excluindo coisas, está mais treinando robôs de aprendizado de máquina do Facebook. Em outras palavras, essa parte do processo de exclusão pode ser um pouco inútil, mas, no mínimo, provavelmente você estará confundindo um algoritmo ou dois.

À medida que você percorre a página Preferências de anúncios, você terá a oportunidade de desativar outras coisas que conectam suas informações pessoais aos anunciantes. Este é um pequeno controle que você tem sobre como o Facebook compartilha seus dados com os anunciantes, e você deve simplesmente desligar tudo. Enquanto você está por aqui, vá para a próxima seção, “Configurações de anúncios”, e não permita que o Facebook exiba seus anúncios com base em sua atividade e em sua atividade em sites parceiros. O Facebook ainda encontrará maneiras de veicular anúncios personalizados, eu tenho certeza. Mas pelo menos é bom desligar essa coisa.

Informações de propaganda do Facebook

Por mais encorajador que pareça impedir o acesso do Facebook a coisas que você está fazendo online, o Facebook é notoriamente bom em descobrir o que você faz online, mesmo que você não esteja fazendo isso no Facebook e mesmo que você não esteja logado no Facebook.

É por isso que você pode considerar o uso do Privacy Badger, uma extensão do Chrome criada pela Electronic Frontier Foundation, que limita a quantidade de rastreamento invisível que o Facebook pode fazer.

Além disso, não se esqueça de revogar o acesso de aplicativos. Ao longo dos anos, você provavelmente deu o acesso ao seu perfil no Facebook a um monte de aplicativos. Você pode impedir isso clicando em “Aplicativos e sites” no lado esquerdo da página de configurações. Apague tudo. Você não precisa disso.

E quanto a simplesmente sair do Facebook?

Se você passou pelas etapas de excluir suas informações pessoais e restringir o rastreamento de anúncios, talvez valha a pena desistir do Facebook completamente. Bem, para começar, você pode considerar a exclusão de todas as outras informações em seu perfil do Facebook – coisas como fotos, amizades, postagens na linha do tempo e assim por diante. Este tutorial (em inglês) pode ajudá-lo a começar, se você tiver chegado a esse ponto.

Mas mesmo se você quiser excluir o Facebook completamente, você irá enfrentar outro processo de várias etapas. Primeiro, você tem que desativar sua conta, nesse momento o Facebook irá mostrará um monte de fotos de seus amigos e lhe dirá o quanto sentirão sua falta. Então, a maneira mais fácil de excluir a coisa toda é clicar nesse link.

Página para apagar o Facebook

Não é um passo simples. Nas palavras do Facebook, você está apenas informando a rede social que você deseja excluir sua conta. Então, levará 30 dias para que tudo desapareça, deixando você imaginando se alguém pode realmente desaparecer dos limites desse jardim murado repleto de ervas daninhas.

Eu não estou apagando tudo ainda. Para usar uma batida analogia esportiva, saí do campo, me cansei de ficar sentado no banco, peguei minhas coisas no vestiário e agora estou indo para o meu carro. Ninguém sabe para onde vou uma depois que eu jogar minha mochila cheia de memórias digitais no porta-malas. A minha mochila foi vasculhada e roubada, mas pelo menos estou prestando mais atenção agora.