Em 12 de junho de 1886, um navio alemão no Oceano Índico lançou ao mar uma garrafa para registrar as correntes. De forma surpreendente, essa garrafa foi descoberta no início deste ano em uma praia na Austrália, o que a torna a mensagem mais antiga já encontrada em uma garrafa — uma cápsula do tempo que passou 131 anos esperando para ser descoberta.

Mistério de cápsula do tempo de 1938 é resolvido com ajuda de homem de 93 anos
Uma cápsula do tempo de 81 anos foi descoberta dentro da carcaça de uma bomba de guerra

Em 21 de janeiro deste ano, Tonya Illman estava andando por uma praia na Austrália Ocidental quando descobriu uma garrafa vintage tão legal que decidiu levar para sua estante de livros em casa. Foi só quando ela e sua família estavam no carro, voltando para casa, que notaram que havia um bilhete dentro.

“Havia muita ansiedade entre o grupo quanto ao que a ‘mensagem dentro da garrafa’ poderia dizer, mas ela estava molhada demais para se abrir sem danificar o recado”, disse Tonya, em um comunicado. “Portanto, levamos ela de volta (para casa) e a colocamos em um forno quente por alguns minutos para secar.”

Depois de secar o bilhete, eles descobriram que o recado estava escrito em alemão, com uma letra bem fraquinha que podia ser vista ao longo do material impresso. Tonya e seu marido, Kym, conseguiram ler as datas, mas tiveram que jogar o texto no Google Tradutor, chegando à conclusão de que a garrafa deve ter sido jogada de um navio alemão no século XIX.

Eles entraram em contato com o Museu Marítimo da Austrália Ocidental, que, por sua vez, contatou outros museus na Alemanha. De forma impressionante, o recado bateu com registros históricos mantidos pelo Instituto Naval Alemão. O barco estava indo de Cardiff, no País de Gales, para a Indonésia (então conhecida como “Macassar”, nas Índias Orientais Holandesas) quando a garrafa foi atirada ao mar junto com uma outra centena delas.

O marido de Tonya, Kym Illman, é fotógrafo e consultor de marketing e criou um site sobre a descoberta. Ele fez até mesmo um vídeo amador impressionante da descoberta e o publicou no YouTube, explicando todo o processo de descoberta.

A garrafa esteve perdida por 131 anos e 223 dias depois de ser lançada do navio em 12 de junho de 1886, o que a torna a mensagem mais antiga já encontrada em uma garrafa com uma margem de mais de duas décadas. Anteriormente, o recorde pertencia a uma garrafa que ficou 107 anos no mar.

Em 2013, alguém na Columbia Britânica, no Canadá, encontrou uma mensagem de 1906. E então, em 2014, uns pescadores na costa da Alemanha encontraram uma mensagem em uma garrafa de 1913, com 101 anos de idade. Porém, esta descoberta de agora, ainda a ser verificada pelo Guinness World Records, pode ser difícil de bater.

Descobrir uma mensagem centenária em uma garrafa é incrivelmente raro, mas ainda acontece. O maior obstáculo geralmente é a corrosão de seja lá o que for que estava mantendo a garrafa fechada, o que acaba por tornar inútil a mensagem dentro. Curiosamente, os Illmans alegam ter encontrado essa garrafa sem tampa, então é impressionante que o recado dentro tenha sobrevivido.

A melhor teoria pode ser a de que ela fez seu percurso até a praia antes de a tampa cair e, depois, foi coberta pelas dunas de areia próximas à ilha de Wedge, protegendo a mensagem da umidade. Recentemente, houve um ciclone ao norte da área, o que pode ter perturbado o (presumidamente enterrado) tesouro, fazendo-o vir à superfície da praia. Porém, a essa altura, isso é só especulação.

“Esse foi o evento mais marcante da minha vida. Pensar que essa garrafa não foi tocada em quase 132 anos e está em perfeito estado, apesar dos elementos, é impossível de acreditar”, disse Tonya. “Ainda estou tremendo.”

[The Guardian e YouTube]

Imagem do topo: Kym Illman