Começamos a retrospectiva tecnológica do ano falando de janeiro. Há quase um ano, o post mais lido do antigo mês de férias escolares era intitulado  8 coisas idiotas que estragam o iPad, com essa imagem aí em cima. O iPad dominava as notícias, mas foi interessante ver, relendo o que foi publicado, como o mundo tecnológico – e nossa percepção de alguns gadgets – mudou de lá pra cá. Vejamos:

1. iPad – Anunciado em 26 de janeiro, o tablet da Apple foi a principal notícia tecnológica do mês – e do ano. A reação inicial foi meio esquizofrênica. Quem viu a apresentação apenas odiou o negócio por suas falhas e quem mexeu achou meio incrível. De longe, avaliamos por que ele faria pouco sentido no Brasil (tem feito relativo sucesso, mas com uso um pouco diferente do dado lá fora, me parece). Um detalhe para quem reclama que falamos demais da Apple: aparentemente vocês também querem ler bastante sobre isso. Dos 20 posts mais lidos do mês, 10 eram relacionados ao iPad, incluindo os 4 primeiros. O detalhe engraçado: o post mais lido foi justamente o que o criticava mais. Meses depois, mexendo por mais tempo, a opinião de muita gente mudou: como a do Adam Frucci, que fez as críticas e acabou comprando o tablet, e a minha, detalhada em review.

2. CES – A grande feira de produtos de consumo trouxe algumas certezas: os grandes lançamentos do ano seriam TVs 3D e tablets. É bem verdade que os concorrentes do iPad ficaram mais na promessa, como o alardeado HP Slate. Este ano a coisa deve mudar, e o nosso estimado Felipe Ventura estará lá em Las Vegas vendo tudo com olhos brasileiros.

3. Nexus One – O primeiro telefone do Google apareceu cercado de expectativas. Mostrando um Android mais amadurecido em um hardware excelente, ele virou o padrão com o qual todos os outros smartphones com Android seriam comparados. E, atualizado, chega ao fim do ano com bastante vigor, apesar de ter feito bem menos sucesso do que o esperado.

4. Campus Party – O evento nerd do mês teve cobertura modesta por aqui (foi mal! Falha nossa. Ano que vem será bem melhor.) Mas o interesse das pessoas ficou claro em um post com um dos títulos mais engraçadinhos do ano e, obviamente, no post com as fotos das gatinhas do evento.

5.  Tomadas brasileiras. Em um dia aleatório de fúria, reclamei do novo – e praticamente único no mundo – padrão de tomadas brasileiro. Exatos 11 meses e 14 adaptadores depois, resolvi que continuarei os chamando de tridente do capeta.