O documentário Defiant Ones conta, dentre outras coisas, a história da criação da Beats pelo rapper Dr. Dre e o produtor musical Jimmy Iovine. A ideia deles era fazer com que os consumidores ouvissem a música como ela era tocada no estúdio, o que muitas vezes significa ser exposto a graves bem fortes.

Já posso avisar de antemão que este não é necessariamente o caso do Beats Solo Pro com cancelamento de ruído, lançado no início do ano, e isso não é ruim.

Explico: já tive outros dois fones de ouvido da Beats, um intra-auricular e outro supra-auricular, e a principal característica deles era o fato de o grave estourar no ouvido. Parecia que você tinha um paredão de som na orelha, que de tão forte causava arrepios até no canal auricular.

Após um tempo, parece que a Beats passou a ter fones mais equilibrados. Então, os graves não são tão fortes, os médios e agudos são bem razoáveis. Não tem exageros, o que os tornam headphones mais confortáveis para diferentes consumidores e para quem gosta de outros gêneros musicais que não sejam rap e música eletrônica.

Saindo um pouco da questão da qualidade de som, o Beats Solo Pro, apesar de ser supra-auricular, é bem confortável. Ele não cobre totalmente a orelha, o que é algo importante quando você vive em um país tropical com inverno que tem dias que chegam próximo aos 30 graus Celsius.

Para desligá-lo, basta dobrar o fone de ouvido; ele volta a ser ativado quando você o desdobra. Mais fácil que isso impossível.

Concha do Beats Solo ProConcha do Beats Solo Pro. Crédito: Guilherme Tagiaroli/Gizmodo Brasil

A interface dele é bem simples. Na concha esquerda, há um pequeno botão que possibilita alternar entre os modos; já na concha direita você tem controles de volume (acima e abaixo do logotipo da Beats) e um botão (apertando no meio do logotipo da Beats) para dar play/pause na música ou aceitar chamadas telefônicas.

Se você usá-lo no iOS, consegue chamar a Siri sem precisar apertar nenhum botão. Ele é 100% Bluetooth, então nada de cabos, como alguns modelos anteriores. O único cabo que vem é um USB-A–Lightning para carregá-lo.

Outro ponto legal deste fone é que ele tem ANC (Active Noise Cancelling ou cancelamento de ruído ativo). Por padrão, ele fica ligado. Ao todo, ele tem três modos: cancelamento de ruído, desativado e modo ambiente (em que o cancelamento de ruído fica ligado, mas ainda dá para ouvir uns poucos sons exteriores). Tem algumas formas de alternar entre estas diferentes configurações.

A mais simples é apertando duas vezes o botão que fica na concha esquerda ou nas configurações do próprio smartphone. No iOS, vá em Ajustes > Bluetooth e toque no ícone “i”. Já no Android, você precisa acessar o app da Beats e ir selecionando o modo que você quiser.

Detalhe do botão que alterna entre modo de cancelamento de ruído no Beats Solo ProDetalhe do botão que alterna entre modo de cancelamento de ruído no Beats Solo Pro

Dependendo do modo que você mais utiliza o fone, a autonomia dele vai ser maior ou menor. Com o cancelamento de ruído e o modo ambiente ligado, a Beats promete 22 horas. Já com o modo desativado, a empresa fala em até 40 horas.

Beats Solo Pro dobradoBeats Solo Pro dobrado. Crédito: Guilherme Tagiaroli/Gizmodo Brasil

Na prática, como tenho trabalhado de casa há quatro meses, usei várias vezes só com o modo cancelamento de ruído ligado e ele durava semanas. Isso porque utilizava mais o fone de ouvido quando havia muito barulho em casa. Antes do período de isolamento social, usava principalmente durante os trajetos, umas 2 horas por dia, mesmo assim durava tranquilo uns 10 dias.

O carregamento foi um grande mistério para mim. A Beats fala que com 10 minutos de carga dá para usar o headphone por 1 hora. Para ter a carga completa, só Deus sabe. Geralmente, deixava carregando e ia realizar alguma outra atividade. Como não tem um mostrador, não conseguia saber como estava o andamento do processo. Chuto que levava pelo menos 1h30min.

Fone Beats Solo Pro vem com um case para guardá-lo
Fone Beats Solo Pro vem com um case para guardá-lo. Crédito: Beats

De modo geral, é um fone de ouvido sensacional, mas com preço bem acima quando comparado com alguns concorrentes. Na loja da Apple, o Beats Solo Pro com cancelamento de ruído é encontrado por R$ 2.499; em varejistas, você acha o modelo por R$ 1.899. A Sony, por exemplo, tem um modelo do ano passado, o WH-XB900N, que tem cancelamento de ruído e graves fortes com preço sugerido de R$ 1.300. A JBL também tem modelos mais acessíveis

O diferencial do modelo da Apple é que ele é mais compacto (o fato de dobrar torna ele bem mais “zipado” que os concorrentes) e se integra facilmente aos iPhones. Depois de tirá-lo da caixa, o iPhone reconhece o fone automaticamente e já faz o pareamento sem precisar fazer nada mais. Tem ainda o fato de ele contar com diferentes cores; o que eu testei era azul-escuro, por exemplo, mas tem ainda marfim, cinza, vermelho, azul claro e preto. Aí tudo depende do estilo e do bolso do consumidor.

Beats Solo Pro em diferentes cores. Crédito: BeatsBeats Solo Pro em diferentes cores. Crédito: Beats