O pequeno robô andou por aí carregando 12 pilhas na carroça sem reclamar nenhum minuto. Possivelmente porque ele não viajou sozinho, sempre acompanhado de uma “Evolta Sisters”, japonesas contratadas para monitorar o recordista. Mesmo assim, graças a um sistema com sinal infravermelho na parte frontal, ele andou praticamente sozinho por todo o trajeto, parando apenas de noite – até os robôs precisam dormir – e na chuva, porque ninguém é (100%) de ferro. Durante os 500 km, o pequeno herói não trocou a dúzia de pilhas nenhuma vez. Claro que a maratona rendeu um vídeo contando a história da versão robótica do Forest Gump. Dá uma olhada:

[via Engadget]

O Gizmodo Brasil pode ganhar comissão sobre as vendas. Os preços são obtidos automaticamente por meio de uma API e podem estar defasados em relação à Amazon.