O RunKeeper era um dos últimos grandes apps de atividade física que operava de forma independente. Agora, ele foi adquirido pela japonesa Asics.

Com o Runkeeper, você pode definir objetivos – perder peso, aprender a correr, praticar para uma maratona – e seguir um treino personalizado. O app traz estatísticas sobre o seu ritmo, distância, tempo percorrido e calorias queimadas; recebe dados de batimentos cardíacos; entre outros.



Jason Jacobs, fundador do Runkeeper, diz em comunicado que o app continuará existindo, e terá mais recursos para tanto com ajuda da Asics. O Runkeeper tem 33 milhões de usuários no iPhone e Android. O valor da aquisição não foi revelado.

Este é mais um capítulo na guerra pelos seus dados de saúde pessoal. Grandes empresas como Google, Microsoft e Apple perceberam que esses dados podem ser muito úteis, e até mesmo rentáveis – seja para pesquisas científicas, para usos médicos, ou para planos de saúde.

como nota o Pecket-Lint, acessórios inteligentes estão se tornando mais comuns, então a Asics poderia entrar no mercado de wearables na forma de tênis com GPS embutido, ou camisas que acompanham sua frequência cardíaca. A Asics tem um app para Android, iPhone e Apple Watch – que, aliás, já troca dados com o Runkeeper.

Jacobs diz algo bem pertinente sobre isso:

… parece claro que as marcas de fitness do futuro não vão apenas fabricar produtos físicos, como também vão se incorporar na vida do consumidor de maneiras que ajudarão a manter as pessoas motivadas e maximizar sua satisfação com os esportes.

As marcas mais valiosas de esportes estão seguindo pelo mesmo caminho. No ano passado, a Adidas adquiriu o Runtastic, que oferece diversos apps para acompanhar sua atividade física – eram 70 milhões de usuários no total.

Também em 2015, a Under Armour comprou o MyFitnessPal, que permite acompanhar quantas calorias você consome por dia; e o Endomondo, que sugere rotinas de exercícios. No total, ela adquiriu uma base de 100 milhões de usuários.

E há anos, a Nike vem expandindo sua plataforma Nike+ de apps para acompanhar corridas, sugerir treinos e receber dados da pulseira Fuelband.

Agora, das grandes fabricantes de calçados esportivos, acho que só a Reebok não tem um app para chamar de seu. (Eles tinham um, mas o removeram.) O app Strava ainda opera de forma independente e tem 8 milhões de usuários. Será que eles estarão interessados?

[Runkeeper via Engadget]