A Samsung está enviando e-mails para os usuários alertando sobre uma mudança importante no Samsung Cloud, pacote de serviços próprios para armazenar arquivos na nuvem.

A partir do ano que vem, a plataforma removerá do suporte as funções de sincronização de galeria (Gallery Sync) e o armazenamento Drive do sistema. Além disso, os usuários que tiverem uma inscrição premium serão reembolsados, e seus arquivos migrados para o OneDrive da Microsoft. As mudanças já estão, inclusive, na página em português da Samsung, o que significa que elas também valem para o Brasil.

Para não exterminar tudo de uma vez só, a companhia separou os usuários em dois grupos que variam de acordo com a região em que os serviços do Cloud foram lançados primeiro.

Começando em 5 de outubro deste ano e disponível por 30 dias, a plataforma não aceitará novas inscrições e a migração de conteúdos para o OneDrive será liberada. Depois, em 1° de abril de 2021, o Gallery Sync e Drive serão descontinuados. É nessa data que se encerra a possibilidade de migrar seus arquivos para o OneDrive – se isso não acontecer até lá, será necessário salvá-los manualmente para outro serviço.

Também será em 1° de abril do próximo ano que a Samsung cancelará assinaturas premium ainda ativas no Cloud. Quem ainda tiver parcelas em aberto será reembolsado do valor. A última etapa está agendada para 30 de junho de 2021, quando os serviços serão desligados de vez e quaisquer arquivos salvos serão excluídos definitivamente. Quem já é usuário do Samsung Cloud poderá continuar utilizando os serviços do jeito que estão até 31 de março de 2021.

Isso tudo é para um primeiro grupo de usuários. Para a segunda leva, em que o Brasil está incluso, as datas são as seguintes:

  • 1° de dezembro de 2020: o serviço não aceitará novos usuários e migração para o OneDrive fica disponível;
  • 1° de junho de 2021: descontinuação do Gallery Sync e Drive, fim da opção de migração para o OneDrive e cancelamento de assinaturas premium (com devolução de valores em parcelas restantes);
  • 31 de agosto de 2021: fim definitivo dos serviços e exclusão de arquivos e contas ainda existentes.

O Samsung Cloud chegou como uma alternativa da marca sul-coreana para brigar de frente com o Google Drive e o próprio OneDrive da Microsoft. Contas gratuitas ganhavam 15 GB de armazenamento gratuito, mas desde maio de 2019 esse espaço caiu para apenas 5 GB para novos usuários. Poucos meses depois, em outubro, a própria Samsung começou a dar sinais de que iria colocar o serviço para escanteio, quando passou a oferecer aos donos do Galaxy Note 10 a opção de escolher entre o Cloud e o OneDrive.

Samsung Cloud perderá Gallery Sync e Drive em 2021. Crédito: Samsung

Imagem: Samsung

A Samsung não especificou o motivo para o encerramento do Samsung Cloud. Mas se você utiliza a plataforma, o melhor é já deixar tudo preparado para manter seus arquivos em segurança – seja no OneDrive ou em outro serviço de armazenamento na nuvem. É importante destacar que, ao migrar para o software concorrente, é necessário ter uma conta da Microsoft e aceitar os termos de uso do programa, que podem ser diferentes das políticas da Samsung.

Outra coisa: a migração do Samsung Cloud para o OneDrive pode não estar disponível para todos os dispositivos, uma vez que a compatibilidade varia dependendo do modelo do aparelho. Caso você opte por baixar seus arquivos para um smartphone ou PC, não será possível migrar esses arquivos direto para o OneDrive.

Entramos em contato com a Samsung Brasil e, caso necessário, atualizaremos esta notícia com mais informações.

[Samsung, El Android Libre, Neowin]