A conta @Ev_Leaks no Twitter, geralmente confiável, postou algumas capturas de tela que mostram o app de configuração do Galaxy Gear, relógio de pulso inteligente que a Samsung vai anunciar em 4 de setembro.

Estas imagens do Gear Manager mencionam várias coisas que já esperávamos, mas traz algumas novidades – e deixa algumas dúvidas.



O Galaxy Gear deve vir com NFC e Bluetooth, que o relógio usará para facilitar o emparelhamento com seu celular ou tablet. (Você também pode conectá-lo manualmente.)

Uma vez emparelhado, parece que você usará o smartphone para configurar a maioria das funções do relógio: ajustar data e hora, instalar apps que funcionam com o Gear, e mais. Parece que o smartwatch, com touchscreen OLED de 2,5 polegadas, dependerá fortemente de seu smartphone.

Segundo rumores que vimos antes, ao abrir no smartwatch a notificação de uma mensagem – e-mail, Facebook, Twitter – o celular abre essa mensagem sozinho. No entanto, o Galaxy Gear deve usar um protocolo proprietário da Samsung para se conectar a outros dispositivos, e exigir um smartphone (ou tablet) da Samsung para funcionar.

Mas se o Galaxy Gear serve apenas para acompanhar seu smartphone, por que ele teria especificações tão boas? De acordo com o SamMobile, ele possui um processador dual-core de 1,5 GHz com chip gráfico Mali-400. Talvez seja para rodar apps de terceiros?

Note que, reforçando boatos anteriores, a imagem sugere que esses apps estarão disponíveis através da loja de apps da Samsung, não via Google Play. Parece que a Samsung está criando um ecossistema mais fechado para seu smartwatch.

Fechando as novidades, temos o app Find My Watch. Mas isso nos fez rir um pouco: será mais outro gadget para a gente perder no bar?

Saberemos em breve: o Gizmodo Brasil estará no evento Samsung Unpacked em 4 de setembro, e traremos as novidades – incluindo o Galaxy Note 3 – direto da Alemanha. [Twitter]