Aparelhos dobráveis à parte, a Samsung também apresentou nesta quarta-feira (20) os novos modelos da linha Galaxy S, a mais elevada dos seus smartphones para meros mortais — já que o Galaxy Fold custa quase 2 mil dólares e parece o tipo de coisa que só sendo muito fã para comprar.

O Galaxy S10 tem quatro modelos, como apontavam os rumores e vazamentos. São eles: S10E, S10 e S10+ e o especial S10 5G.

No design, a principal novidade é o posicionamento da câmera frontal. Agora, ela fica em um “olho”, um buraquinho na tela, cortado por tecnologia a laser. É o Infinity-O Display, a resposta da Samsung ao notch, que se popularizou de um ano e meio para cá.

Localizado no canto superior direito, o buraco do display Infinity-O parece muito menos intrometido do que um entalhe localizado centralmente. Além disso, a possibilidade de ter a câmera completamente cercada pelo visor em todos os lados torna esse furo mais fácil de se ignorar durante o uso habitual. A Samsung também consegue ajustar o tamanho do buraco quando necessário, então, naturalmente, no Galaxy S10+, temos uma câmera de selfie dupla de 10 MP em vez de apenas uma.

O olho com as duas câmeras frontais do S10+. Foto: Sam Rutherford/Gizmodo

Os aparelhos também têm um revestimento cerâmico colorido na traseira e opções de cores criadas em parceria com a Pantone.

Todos os aparelhos têm telas AMOLED preparadas para HDR10+ e com um filtro que promete reduzir a luz azul em 42%. Eles também têm suporte a Wi-Fi 802.11ax (também chamado de Wi-Fi 6) e carregamento reverso sem fio — basta encostar outro aparelho com suporte a carregamento Qi que ele carrega.

Galaxy S10E

Esta é a estreia do modelo “E”, opção mais barata. Em outros tempos, a linha oferecia uma versão “Lite”, mas era praticamente um modelo intermediário que tomava o nome do topo de linha emprestado. Nos últimos anos, porém, ela sumiu, e o Galaxy S só tinha a versão convencional e um modelo + (plus), com tela um pouco maior.

Foto: Sam Rutherford/Gizmodo

O S10E parece ser uma resposta ao iPhone XR, smartphone mais barato da Apple. Ele tem especificações mais modestas e deixa de lado recursos mais caros e avançados, como o leitor de impressões digitais sob a tela e a câmera tripla — são “apenas” duas câmeras, uma grande angular e uma ultra wide; a câmera zoom ficou mesmo só para S10 e S10+.

Ele também tem uma diferença de design: a tela não é curva, como acontecia desde o S8, mas reta, como a grande maioria dos outros smartphones no mercado.

O Galaxy S10E ao lado do modelo regular, o S10. Foto: Sam Rutherford/Gizmodo

O S10E tem 6 GB de RAM e 128 GB de armazenamento. O processador é um Snapdragon 855 ou um Exynos 9820, dependendo do mercado. A tela é uma OLED de 5,8 polegadas. A bateria tem 3.100 mAh.

Galaxy S10 e Galaxy S10+

O oferecimento de dois modelos, regular e + (plus), vem se repetindo desde o S8 e está presente mais uma vez no S10. A principal diferença entre os modelos é o tamanho da tela: o modelo S10 tem um painel de 6,1 polegadas, e o S10+, de 6,4 polegadas. Mas as diferenças não param por aí.

O S10 tem apenas uma câmera frontal, enquanto o S10+ tem um conjunto de duas lentes. A bateria do S10 é de 3.400 mAh, enquanto a do S10+, maior, tem capacidade para 4.100 mAh.

Em comum, eles têm câmeras triplas na traseira e leitor de digitais ultrassônico embutido na tela.

O leitor de digitais sob a tela. Foto: Sam Rutherford/Gizmodo

A companhia diz que o leitor de impressão digital ultrassônico do S10 é o primeiro de seu tipo a apresentar plena certificação FIDO, que lhe permite ser usado em conjunto com sistemas de pagamento online como Samsung Pay, Google Pay e outros. E, para evitar invasões ou falsificação, a Samsung afirma que os algoritmos de aprendizado de máquina do sensor podem ser atualizados por meio de patches de segurança.

O módulo de câmera traseira tripla é composto por três lentes: uma grande angular principal de 12 MP com um campo de visão de 77 graus, uma lente ultra grande angular de 16 MP com campo de visão de 123 graus e uma lente telefoto de 12 MP com campo de visão de 45 graus (como o S10E tem duas câmeras, ele só tem lentes grande e ultra grande angulares).

Isso é importante, já que provavelmente as câmeras traseiras triplas serão a nova configuração padrão na maioria dos principais telefones, e esse passo coloca o Galaxy S10 no mesmo nível de aparelhos como o Huawei Mate 20 Pro e o LG V40.

A Samsung também colocou bastante inteligência artificial nessa parte do smartphone: ele é capaz de identificar até dez tipos de cenas. Para vídeo, as câmeras fazem gravação em HDR10+ e em resolução 4K.

Nas especificações, mais pontos em comum: 8 GB de RAM, e opções com 128 GB, 512 GB e 1 TB de armazenamento e processador Snapdragon 855 ou Exynos 9820.

Galaxy S10 5G

A Samsung não deixou que os jornalistas ligassem o Galaxy S10 5G. Foto: Sam Rutherford/Gizmodo

Quando se trata de grandes lançamentos de smartphones Samsung, sempre temos algo adicional a falar. Desta vez, é uma quarta variante do S10, o Galaxy S10 5G. Além de ser um dos primeiros verdadeiros telefones prontos para o 5G no mercado, o S10 5G também tem uma tela positivamente gigante de 6,7 polegadas, uma bateria de 4.500 mAh e uma câmera de tempo de voo 3D especial tanto na frente quanto atrás — tudo em um corpo com aproximadamente o mesmo tamanho que o Galaxy Note 9.

Preços e disponibilidade

Nos EUA, os três aparelhos principais da família Galaxy S10 entram em pré-venda nesta quinta-feira, dia 21 de fevereiro, com entregas começando em 8 de março. O Galaxy S10E custa US$ 750, enquanto Galaxy S10 e Galaxy S10+ têm preços a partir de US$ 900 e US$ 1.000. Já o Galaxy S10 5G não teve preço divulgado — apenas se sabe que ele chegará ao mercado no final do segundo trimestre de 2019.

Colaborou Leo Escudeiro. Com informações adicionais de Sam Rutherford.