Anunciadas no início deste ano durante a CES 2021, as novas TVs da Samsung foram lançadas oficialmente no mercado brasileiro nesta quinta-feira (6), incluindo as linhas Neo QLED 4K e 8K com tecnologia Mini LED, a Crystal UHD 4K e a The Frame. Em uma transmissão online, companhia também confirmou a chegada dos projetores The Premiere de até 130 polegadas e resolução 4K. Todos eles rodam o sistema operacional Tizen. Os preços variam entre R$ 3.299 e estelares R$ 90.999.

Crystal UHD e QLED

Linha Crystal UHD. Imagem: Samsung/Divulgação

Embora o foco da apresentação tenha sido os modelos mais avançados (e caros), a Samsung aproveitou o evento online para lançar dois modelos da linha de entrada Crystal UHD: a AU8000 e a AU7700. Elas serão vendidas em tamanhos de 43 a 85 polegadas, todas com praticamente as mesmas características da geração passada. Isso inclui painel LCD de 60 Hz, suporte para HDR10+, alto-falantes integrados de 20 Watts e compatibilidade com assistentes de voz (Bixby, Alexa ou Google Assistente). Os televisores também contam com três conexões HDMI.

Infelizmente, o controle remoto carregado por energia solar ficou restrito às TVs mais caras. Ainda assim, a marca diz que quase um terço do acessório foi fabricado a partir de materiais recicláveis. Além isso, as caixas de todos os aparelhos agora podem ser transformadas em objetos com alguma utilidade para a casa, como prateleira de livros, móvel e até casinha de gatos.

Linha QLED atualizada. Imagem: Samsung/Divulgação

O QLED não foi esquecido no churrasco e também ganhará novidades em 2021. Serão três novos modelos da categoria, todos com resolução 4K: Q60A, Q70A e Q80A. Elas agora possuem funções que devem agradar principalmente quem gosta de jogar pela TV, incluindo a função Tela Ultra-Wide, que permite exibir jogos nos formatos 16:9, 21:9 e 32:9, Motion XceleratorTurbo+, painel de 120 Hz e tecnologia FreeSync Premium Pro, além de um menu para consultar informações como input lar, FPS e HDR.

Neo QLED

As TVs Neo QLED chegam como uma atualização para os modelos QLED do ano passado. O principal chamariz da linha é a tecnologia dos Mini LEDs, em que o tamanho das luzes na parte traseira do painel LCD foi reduzido — 40 vezes menor do que os LEDs tradicionais — , permitindo que mais dessas luzes sejam adicionadas em quadrantes maiores. Com isso, é possível obter maior controle de brilho, contraste e saturação nas imagens, alcançando uma qualidade bem próxima ao OLED (mas ainda não é igual).

Linha Neo QLED pode custar mais de R$ 90 mil, dependendo do modelo. Imagem: Samsung/Divulgação

Todas as TVs da linha Neo QLED trazem recursos como multi-tela, para dividir o painel em dois (nos modelos 4K) ou quatro (8K) e exibir dois conteúdos distintos, funções específicas para o público gamer, suporte para AMD FreeSync, taxa de atualização de 120 Hz, processador Quantum Matrix Technology, acesso aos canais ao vivo do Samsung TV Plus e uma nova versão do Modo Ambiente, que transforma a tela em um quadro para decorar o ambiente.

O controle remoto também ganhou uma repaginada e agora pode ser carregado por uma entrada USB-C, luz artificial ou energia solar. O acessório também tem na sua composição materiais reciclados.

Controle remoto e caixas pensando na sustentabilidade. Imagem: Samsung/Divulgação

No Brasil, serão vendidos dois modelos 8K com telas de 75 e 85 polegadas (QN900A), e 65, 75 e 85 (QN800A), e quatro modelos 4K com display de 55 e 65 polegadas (QN90A), e 55, 65, 75 e 85 polegadas (QN85A).

The Frame

Linha The Frame. Imagem: Samsung/Divulgação

Para a versão 2021, a The Frame está 50% mais fina em comparação ao modelo anterior — apenas3 cm de espessura —, mas mantém a conexão de cabo único e um suporte slim incluso para pregá-la na parede. Quem quiser pode usá-la em cima de um móvel, e com uma novidade: os pés do dispositivo são ajustáveis, permitindo que ele seja puxado para cima ou para baixo dependendo das preferências do usuário.

Reforçando o conceito de transformar a TV em uma obra de arte, a nova linha, também com tecnologia QLED, vem com a versão 5.0 da Art Store, que inclui 20 obras pré-embarcadas no sistema da TV. A plataforma ganhará novas adições semanalmente, incluindo uma seção dedicada para as artes mais populares do momento. No Brasil, o modelo chega em versões de 43, 50, 55 e 65 polegadas.

Assine a newsletter do Gizmodo

Monitores The Premiere

Além das TVs, a Samsung está trazendo ao Brasil dois projetores da nova linha The Premiere que, de acordo com a marca, “trazem um cinema para a casa do consumidor”.

São dois modelos: o LSP7 alcança 120 polegadas e tem brilho de até 2 mil lumens e som de até 30 Watts. Já o modelo LSP9 alcança 130 polegadas e tem laser triplo, com brilho de até 2,8 mil lumens e som de até 40 Watts. Ambos possuem resolução 4K HDR com tecnologia Accoustic Beam, conexão com Android e iOS, contraste de 2.000.000:1 e suporte para comandos de voz via Bixby, Alexa ou Google Assistente.

Os dispositivos não precisam ficar a uma distância maior da parede para projetar as imagens. O modelo de 120 polegadas requer uma distância com ângulo de apenas 19 centímetros, enquanto o de 130 polegadas precisa estar a um ângulo 24 cm distante da superfície.

The Serif, The Sero e Micro LED só no segundo semestre

Quase nos mesmos moldes da The Frame, a Serif foi projetada originalmente também como uma peça decorativa, mas com a diferença de que ela fica em pé, e não na parede. A TV é uma criação conjunta da Samsung com os irmãos e designers franceses Ronan e Erwan Bouroullec. Agora em uma nova versão, o aparelho de 55 polegadas tem resolução QLED 4K e garantia de 10 anos contra efeito burn-in.

Linha The Serif. Imagem: Samsung/Divulgação

A The Sero, por sua vez, se mantém com aquela proposta de girar da horizontal para a vertical e exibir conteúdos como se você estivesse acessando seu Facebook, Instagram ou outra rede social no celular. Como principais novidades, a atualização traz suporte ao AirPlay 2, app nativo do YouTube e o recurso Multi-Tela, para dividir conteúdos em duas janelas distintas.

The Sero é uma TV que pode ser girada para a vertical. Imagem: Samsung/Divulgação

O Micro LED, que promete ser um competidor 100% à altura do OLED e com a vantagem de não apresentar burn-in, também foi comentado brevemente pela Samsung durante a apresentação desta quinta. Em alguns países, serão vendidos modelos de 99 e 110 polegadas, mas só este último foi confirmado no momento pela fabricante. O lançamento deve acontecer no segundo semestre deste ano. Data e preço não foram revelados, mas por ser a tecnologia mais recente, pode colocar muitos milhares de reais nessa conta.

Preços e disponibilidade

Com exceção das linhas The Serif, The Sero e Micro LED, os demais aparelhos já podem ser encontrados no site da Samsung.

Crystal UHD

  • AU7700 (43″) — R$ 3.299
  • AU7700 (50”) — R$ 4.149
  • AU7700 (55”) — R$ 4.799
  • AU7700 (58”) — R$ 5.099
  • AU7700 (65”) — R$ 5.949
  • AU7700 (70”) — R$ 7.199
  • AU7700 (75”) —R$ 8.499
  • AU8000 (55”) — R$ 5.099
  • AU8000 (60”) — R$ 5.799
  • AU8000 (65”) — R$ 6.499
  • AU8000 (75”) — R$ 9.099

QLED

  • Q60A (50”) — R$ 4.999
  • Q60A (55”) — R$ 5.999
  • Q60A (65”) — R$ 7.699
  • Q70A (55”) — R$ 6.799
  • Q70A (65”) — R$ 8.499
  • Q70A (75”) — R$ 11.999
  • Q70A (85”) — R$ 16.999
  • Q80A (55”) — R$ 7.699
  • Q80A (65”) — R$ 10.999

Neo QLED

  • QN85A (55”) — R$ 9.999
  • QN85A (65”) — R$ 12.999
  • QN85A (75”) — R$ 17.999
  • QN85A (85”) — R$ 26.999
  • QN90A (55”) — R$ 12.999
  • QN90A (65”) — R$ 14.999
  • QN800A (65”) — R$ 19.999
  • QN800A (75”) — R$28.499
  • QN800A (85”) — R$ 56.999
  • QN900A (75”) — R$ 62.999
  • QN900A (85”) — R$ 90.999

The Frame

  • 43 polegadas — R$ 5.999
  • 50 polegadas — R$ 6.699
  • 55 polegadas — R$ 7.499
  • 65 polegadas — R$ 10.499

Monitores The Premiere

  • LSP7T (120 polegadas) — R$ 39.999
  • LSP9T (130 polegadas) — R$ 64.999