Hoje a Anatel confirmou a mudança alegando que precisa criar mais números para a região metropolitana de São Paulo. A mudança garantirá mais 6,9 milhões de combinações, aumentando a base de 37 milhões para quase 44 milhões. Mas apesar do crescimento monstruoso na compra de linhas, a região do DDD11 registrou em janeiro deste ano 27 milhões de linhas — há, então, uma boa folga, pelo menos por enquanto.

Mas como saber se o número é um celular ou um telefone comum, já que há linhas fixas com o prefixo 5 no DDD 11? Segundo a Anatel e a TIM naquela mensagem, o usuário será avisado quando estiver ligando para um número de celular camuflado de fixo. Ainda segundo a Anatel, os números iniciados com 5 serão compartilhados com a linha móvel, o que deve causar confusão no início das mudanças. Mas vale lembrar que no fim das contas as cidades com DDD 11 ganharão um dígito a mais no celular no ano que vem. Haja linha. [Exame]