Em julho deste ano, Jeff Bezos anunciou que estava deixando o cargo de CEO da Amazon. A ideia, com a aposentadoria da função, era dedicar tempo a outros projetos — como as iniciativas recentes de exploração espacial da companhia Blue Origin.

Mas Elon Musk garante que a mudança, na verdade, tem uma outra motivação: “Acontece que Besos [sic] se aposentou para assumir, em tempo integral, o emprego de mover ações judiciais contra a SpaceX”, alfinetou o bilionário em sua conta do Twitter, nesta sexta-feira (27).

A motivação atual da treta tem como fundo, de novo, a exploração espacial. Tudo porque uma subsidiária da Amazon, a Kuiper Systems, enviou uma carta à FCC (sigla em inglês para Comissão Federal de Comunicações dos EUA) pedindo que o órgão barrasse os pedidos da SpaceX para lançar uma nova geração de satélites Starlink. Os planos envolvem estrear 30 mil novos satélites.

O argumento é que as intenções da empresa de Musk estão em “desacordo com as regras da Comissão”, segundo consta no documento, que você pode ler aqui. A SpaceX teria violado as regras por apresentar dois projetos de satélites, quando o permitido é apenas um.

Assine a newsletter do Gizmodo

Por compartilhar os planos da SpaceX de promover viagens espaciais e atuar em projetos de exploração, a Blue Origin, de Bezos, vem se tornando uma pedra no sapato para os negócios de Elon Musk. Há algumas semanas,a empresa já havia processado a Nasa por ter cedido à SpaceX, com exclusividade, um contrato de US$ 300 milhões para a produção de uma sonda lunar.

Pode ser que você, leitor, não tenha reparado, mas, na alfinetada mais recente, a escrita de “Bezos” foi alterada deliberadamente pelo autor. A mudança de letra, de “z” para “s” faz com que o sobrenome seja, literalmente, “beijos” em espanhol. Esse mesmo trocadilho infame já havia sido usado por Musk para zoar o dono da Amazon. O espírito da quinta série, afinal, não nos abandona jamais — mesmo se sua conta estiver recheada com milhões e milhões de dólares.