Após WandaVision, o Disney+ traz mais uma série original do Universo Cinematográfico Marvel (MCU) nesta sexta-feira (19). Desta vez, os holofotes ficam com Falcão (Anthony Mackie) e Soldado Invernal (Sebastian Stan), ambos personagens introduzidos no filme Capitão América: Soldado Invernal. Ao todo serão 6 episódios, que vão mostrar a dinâmica entre os dois heróis após os acontecimentos de Vingadores: Ultimato.

OK, já sabemos: você não lembra de tudo o que aconteceu ou não assistiu a todos os filmes da Marvel e está com medo de ficar boiando.  Relaxe, jovem gafanhoto. Listamos os principais filmes que você precisa assistir, com algumas informações extras que irão te ajudar a pescar algumas referências.

Obviamente o texto contém muitos spoilers. Siga por sua conta e risco.  

Capitão América: O primeiro vingador (2011) 

Neste filme de origem do Capitão América, somos apresentados ao personagem de Bucky Barnes, que vai se tornar o Soldado Invernal. Ele é o melhor amigo de Steve Rogers e serviu ao seu lado o exército estadunidense durante a Segunda Guerra Mundial.

Enquanto Rogers passou por experimentos que o transformaram em uma máquina de combate chamada Capitão América, Barnes ainda permaneceu como um soldado comum. Isso muda quando Barnes é pego em uma emboscada e despenca de um trem.

Seu corpo não foi encontrado e foi dado como “desaparecido em combate”. Isso deixou aquela pulguinha atrás da orelha, especialmente quando ficamos sabendo mais sobre o vilão Caveira Vermelha e da formação da Hydra, uma organização terrorista.

Enquanto iss Steve Rogers fica anos preso em um bloco de gelo e acorda anos depois. Ele se descobre em um outra época, precisando lidar com mudanças no mundo e a perda das pessoas que amava, incluindo o próprio Barnes. E este é o pontapé que se desenrola no próximo filme. 

Imagem: Marvel Studios/Divulgação.
Cena do filme “Capitão América: O primeiro vingador”. Imagem: Marvel Studios/Divulgação.

Capitão América: Soldado Invernal (2014) 

Considerado por muitos como o melhor filme da trilogia do Capitão América, a obra nos apresenta ao personagem de Sam Wilson, um ex-militar e paraquedista, que se torna amigo de Rogers pela trajetória militar e os traumas que compartilham em comum.

Após descobertas de que a Hydra conseguiu se infiltrar na S.H.I.E.L.D, o Capitão e a Viúva Negra (Scarlett Johansson) precisam de um lugar seguro para arquitetar seus planos e conseguir descobrir mais informações sobre os projetos de porta-aviões que estavam sendo desenvolvidos, além das reais intenções do vilão, Alexander Pierce.

Assim, Wilson compartilha que enquanto soldado, pilotava um traje de voo especial, chamado de “Falcão”. E aí que nasce o personagem que continuaria ao longo dos próximos filmes como um forte aliado de Rogers. 

Contudo, as coisas não param por aqui. Lembram de Bucky Barnes? Ele está de volta, mas como o Soldado Invernal. Ele foi raptado pela Hydra e transformado em um assassino extremamente perigoso a partir dos experimentos do cientista-vilão Arnim Zola.

O Soldado Invernal mata dezenas de pessoas ao longo dos anos que permanece na ativa. Cabe a Capitão América detê-lo. Inclusive, as cenas de ação são muito boas, além de emblemáticas já que são dois ex-amigos saindo na porrada.

No final do filme, vemos que Barnes possui pequenos fragmentos de memória dos seus momentos com Rogers — o que indica que há falhas na lavagem cerebral que foi forçado a passar. A insistência do Capitão em reaver seu amigo, apesar de tudo, valeu à pena.

Soldado Invernal e Falcão no filme “Capitão América: Soldado Invernal”. Imagem: Marvel Studios/Divulgação.

Assine a newsletter do Gizmodo

Capitão América: Guerra Civil (2016)

Aqui o envolvimento cada vez maior do Falcão e a segunda chance para o Soldado Invernal ganham mais espaço, mesmo que de forma sutil.

Após a assinatura do chamado “Tratado de Sokovia”, uma lei para regulamentar os heróis após uma série de acidentes destrutivos causados por super-heróis, o grupo de Vingadores se divide entre a culpa e a negação das exigências governamentais de tentar limita-los.

Enquanto acompanhamos os posicionamentos de cada herói, Sam e Steve vão atrás de Bucky, que está na mira de T’Challa, também conhecido como Pantera Negra (Chadwick Boseman), após o assassinato de seu pai.

Com a ajuda da agente Sharon Carter (Emily VanCamp), que já aparece em Capitão América: Soldado Invernal como uma possível aliada deles, tentam rastrear os passos de Barnes, de forma a trazê-lo para seu lado. Em meio aos conflitos entre os Vingadores , surge a figura de Helmut Zemo (ou Barão Zemo, interpretado por Daniel Brühl) que só quer ver o circo pegar fogo e a equipe de super heróis separada. 

Cena do filme “Vingadores: Guerra Civil”. Imagem: Marvel Studios/Divulgação.

Vingadores: Guerra Infinita (2018)

Após o final bombástico de Guerra Civil, em que Homem de Ferro e Capitão América se mantém sem qualquer comunicação e Bucky busca asilo em Wakanda com a ajuda de T’Challa, que também ajuda na reconstrução de seu braço (que foi arrancado por Tony Stark), temos o início para o adeus de uns, e permanência de outros.

Mesmo com poucas cenas, fica claro que Barnes e Wilson criaram dinâmica interessante , em especial pela ligação que cada um possui com Steve Rogers.

Aqui temos a reunião de todos os heróis já apresentados pelo MCU, juntos contra a ameaça Thanos e as Joias do Infinito. 

Cena do filme “Vingadores: Guerra Infinita”. Imagem: Marvel Studios/Divulgação.

Vingadores: Ultimato (2019) 

No final polêmico de Guerra Infinita, 50% da sociedade foi eliminada por Thanos, que conseguiu reunir as Joias do Infinito. Entretanto, o restante dos Vingadores na Terra (e no espaço) não desistem e conseguem reverter a morte de metade da população, incluindo heróis como Falcão e o Soldado Invernal.

No final, quando tudo parece resolvido, apesar das perdas, Steve Rogers decide se “aposentar” e passa o seu escudo para Sam, com o apoio de Bucky. Foi neste clima de “pode ser que continue a partir daqui” que o ciclo de envolvimento destes personagens foi encerrado. Pelo menos, era o que parecia, até o anúncio de Falcão e o Soldado Invernal.

Cena do filme “Vingadores: Ultimato”. Imagem: Marvel Studios/Divulgação.

O que podemos esperar 

Criar teorias é algo que o público que acompanha os filmes (e séries) da Marvel já faz de forma automática. Mas, para esta série, já temos algumas informações passadas pela própria produção e dispostas nos trailers e imagens de divulgação.

A sinopse diz que basicamente teremos uma dinâmica entre duas pessoas opostas que têm em comum um mesmo amigo e precisam “se juntar em uma aventura global que testa suas habilidades — e sua paciência”. 

Assine a newsletter do Gizmodo

O elenco vai ser um ponto-chave, contando com a a volta de Sharon Carter, Barão Zemo, Máquina de Combate (Don Cheadle) e o vilão Batroc (Georges St-Pierre) que foi apresentado em Soldado Invernal. Também foi informado um novo nome: Wyatt Russell vai ser responsável por John Walker, conhecido nos quadrinhos como Agente Americano, que ser um vilão que busca ser uma cópia do mal do Capitão América, de quem ele sente ódio por conta de um incidente no passado.  

Ainda não se sabe mais informações sobre o conteúdo da série em si e de qual forma ela irá impactar os outros produtos desta Fase 4 da Marvel. Esta temporada única, conforme dito pela diretora da série Kari Skogland, tem a intenção de ser um filme de seis horas de duração.

Para dar um gostinho a mais, assista ao trailer oficial: