A linha 2011 do Shelby GT500 ganhou apenas mínimas alterações estéticas, mas debaixo do capô ele trocou o pesado bloco de motor de caminhão, feito de aço, por um V8 inteiro de alumínio com 5,4 litros, supercharger, 46 quilos a menos e 557 cavalos de potência.

O novo motor de alumínio alivia 46 dos 54 quilos que o Mustang conseguiu perder. Há muitos outros upgrades nas especificações do novo Shelby GT500 que nós vamos abordar em algum momento, mas o que deixa nossas mandíbulas caídas é a redução de peso providenciada por esse novo motor. É quase como tirar um passageiro completo da cabine e sim, provavelmente isso vai ter um impacto na sensibilidade ao volante, na performance de pista e no balanço geral do GT500 e seu nariz notadamente pesado.

Mas só porque estamos satisfeitos com a redução de peso não quer dizer que o aumento de potência também não é notável. O motor V8 5.4 supercharged com duplo comando de válvulas produz 10 cavalos a mais que o anterior, com 557 cavalos e 70,5 kgfm (o mesmo de antes). Cerca de 80% de toda essa força é liberada entre 1.750 e 6.250 rpm.  Também mudou a assistência da direção para um sistema elétrico, para liberar o motor desse encargo, e livrou-se completamente das camisas de cilindro de ferro, usando no lugar a camisa patenteada Plasma Transferred Wire Arc, tecnologia que aplica uma camada de composite com 150 micron de expessura para reduzir o atrito dos cilindros com os pistões. Juntos, esses esforços não apenas aumentam a potência como também a economia: a Ford espera que o carro fuja do papel de gastador, com marcas de consumo entre 9,7 na estrada e 6,3 km/L na cidade (lembre-se que são 557 cavalos!).

O resto do carro sofreu ajustes notáveis também. Como a frente ficou sensivelmente mais leve, o ajuste na suspensão dianteira foi modificado para proporcionar mais grip, e as estruturas receberam uma camada de tinta vermelha porque… bem, por que não? Os carros agora oferecem a opção de teto de vidro desde as versões iniciais, faróis padrão HID, MyKey (o qual será muito útil ao deixar as chaves com o Junior), e encostos de cabeça dobráveis atrás, para cumprir novas regras de visibilidade.

Finalmente, o pacote SVT Performance, projetado para o fanático por track-days que deseja extrair mais performance do Shelby GT500. O pacote inclui pneus Goodyear Eagle®  F1 SuperCar G:2 desenhados especialmente para o Shelby, rodas mais leves, molas mais duras e um eixo traseiro mais elevado, tudo isso disponível para as versões de teto rígido e conversível. Nos disseram que o pacote reduz o tempo de pista em cerca de 3 segundos para um circuito de 3,7 quilômetros. Então, basicamente, o Shelby GT500 é mais leve, mais potente, mais econômico e mais rápido na pista. Sim, nós estamos felizes com esse upgrade.

por Ben Wojdyla