Recentemente, falamos do Vivo Nex, um smartphone chinês sem entalhe (ou chifrinho na tela, aí vai como você gosta de chamar) que tem uma câmera selfie pop-up, o que faz com que o aparelho tenha mais espaço livre na parte frontal. A safra chinesa de boas soluções não parou por aí, e agora temos o Oppo Find X, com uma solução igualmente interessante.

É oficial: o entalhe na tela dos smartphones já se tornou um recurso zoado
Este smartphone chinês quase não tem bordas e abandonou o entalhe por uma câmera retrátil

À primeira vista, o Find X é um smartphone convencional com uma tela lateralmente curva de 6,4 polegadas, mas, ao acionar o app da câmera, ele ativa um mecanismo de slide em que é revelada uma câmera frontal de 25 MP e um sistema de câmera dupla de 16 MP e 20 MP na traseira. O não uso do entalhe faz com que a tela ocupe 93,8% da parte frontal do aparelho — a título de comparação, o Vivo Nex ocupa 91,24% da parte frontal do aparelho.

Sistema slide de acionamento da câmera do Oppo Find X. Crédito: Engadget

Esse mecanismo que esconde a câmera é chamado de Stealth 3D Camera. Como em outro telefone com X no nome, a funcionalidade serve também para usar a tecnologia de desbloqueio do aparelho por meio do rosto com uma câmera infra-vermelha, além de oferecer modo retrato e ter a opção de fazer Omojis (os emojis animados da Oppo, provavelmente inspirados nos Animojis).

Fora esse mecanismo interessante para ter o máximo de espaço de tela possível na parte frontal, o Find X tem boas especificações técnicas. Ele vem com o processador Qualcomm Snapdragon 845, 8 GB de memória, 256 GB de armazenamento interno e uma bateria com 3.730 mAh. No que diz respeito ao sistema, o aparelho vem com Android Oreo 8.1 e com a interface da empresa, chamada Oppo Color OS.

O preço dele também lembra o daquele aparelho com X no nome, € 999 (cerca de R$ 4.300 com o câmbio do dia), e ele começará a ser vendido em agosto na América do Norte e na Europa.

Tem sido interessante notar o esforço que fabricantes chinesas têm feito para se diferenciar. Nessa história do notch, implementado por quase todas as marcas, a Oppo e a Vivo têm mostrado soluções interessantes para fazer a parte frontal ser ocupada quase toda pela tela. Seria interessante mexer nesses smartphones para entender como esses recursos funcionam após um tempo de uso — no papel, parece interessante, mas e na prática?

De qualquer jeito, ponto positivo para algumas fabricantes chinesas e na abordagem que essa marcas têm feito em diferenciar seu design de outras marcas. Se continuarem assim, em breve teremos marcas estabelecidas no Ocidente copiando descaradamente essas interessantes soluções asiáticas.

[Engadget]