Preocupado com quais travessuras online seu filho pode se envolver com seu primeiro smartphone? No Japão, uma empresa lançou um telefone básico e econômico com pelo menos um recurso que você não encontrará em um dispositivo iOS ou Android: um sensor de inteligência artificial que impede que selfies com nudez sejam salvas ou compartilhadas.

Com um preço de cerca de US$ 180, o Tone e20 da Tone Mobile possui especificações modestas com uma tela de 6,2 polegadas, processador MediaTek Helio P22 com Android 9.0, um trio de câmeras traseiras com 13 megapixels, sensor de impressão digital na parte traseira e uma bateria de 3.900 mAh.

Essas não são especificações sobre as quais você se gabaria para seus amigos, mas o e20 é, em teoria, um dispositivo decente para quem procura um smartphone com orçamento limitado ou para quem quer dar a um adolescente irresponsável o seu primeiro aparelho celular.

Mas adolescentes farão coisas de adolescente, e a transição para a puberdade pode ser difícil e muitas vezes resultar em uma tomada de decisão ruim, principalmente com o acesso a um dispositivo capaz de compartilhar fotos com bilhões de pessoas online. É aí que o recurso “Proteção para smartphone” do Tone e20 entra em jogo. O aplicativo de câmera do dispositivo possui uma ferramenta de reconhecimento de imagem embutida (e aparentemente obrigatória) que usa inteligência artificial para identificar e rotular automaticamente as fotos como inadequadas.

Tone e20. Captura de tela: Tone

De acordo com o SoraNews24, embora o Tone Mobile não tenha divulgado diretrizes específicas sobre o que torna uma foto aceitável ou inapropriada, a IA foi desenvolvida para detectar nudez, o que aciona automaticamente um aviso de que a foto não é permitida e será excluída imediatamente – embora isso não seja totalmente verdade.

Para os telefones e20 entregues aos adolescentes pelos pais, o recurso de proteção do smartphone também pode ser vinculado ao telefone dos pais ou responsáveis, notificando-os de que foi feita uma tentativa de tirar uma selfie inadequada. A notificação inclui não apenas detalhes sobre quando a tentativa de foto foi feita, mas onde ela foi tirada usando os dados de GPS do e20, bem como uma versão pixelada em miniatura da foto, que a Tone Mobile garante que não é armazenada em seus servidores na nuvem.

Os adolescentes são engenhosos, no entanto, e resta ver o quão profundamente estão incorporadas as ferramentas de detecção de selfies de nudez no Tone e20. Fazer uma captura de tela com o aplicativo da câmera aberto, em vez de pressionar o botão do obturador, poderia ser potencialmente uma forma de contornar a ferramenta de censura e permitir que imagens inadequadas sejam armazenadas e compartilhadas com facilidade.

O recurso também pode ser desativado nas configurações do telefone para que adultos não sejam censurados, mas provavelmente é protegido por senha, para que não possa ser facilmente desligado nas mãos de usuários mais jovens.