Se você usa o Kaspersky Internet Security 2009 ou o Kaspersky Anti-Virus 2009 e recentemente se deparou com a tela acima, não está sozinho. Desde ontem, alguns usuários das consagradas soluções segurança têm seu acesso ao Google dificultado pelos programas. Com a monitoração do tráfego de dados ativada, ele acusa uma tentativa de baixar “software malicioso” a cada vez que se tenta acessar uma URL google.com.

Se o KIS/KAV estiver configurado para tomar ações automaticamente, o pop-up acima nem aparece, e o navegador mostra a informação exibida no topo deste post (“access denied”). Quem clica em “Block (recommended)” cai na mesma tela. O problema não abrange endereços “regionais” –google.com.br, google.co.uk, google.jp etc.

Aparentemente, o usuário que enfrenta esse problema tem quatro opções para acessar uma URL google.com:

  • Clicar em “Allow” no pop-up de alarme (o que é um pé no saco, pois o alarme aparece a cada conexão feita com o site – por exemplo, ao executar uma pesquisa ou simplesmente carregar o logotipo do Google na página);
     
  • Desabilitar a monitoração do tráfego de dados (o que é um pé no saco, pois é um recurso que aumenta bastante a segurança, principalmente se o usuário acessa muitos sites duvidosos – basicamente tudo o que há de bom na web, como porn e warez – ou recebe grande quantidade de malware por e-mail);
     
  • Colocar um filtro na monitoração do tráfego de dados, de modo a permitir o acesso livre a endereços google.com (o que é um pé no saco, pois é um absurdo ter que alterar manualmente a configuração do programa para contornar uma falha que muito provavelmente é da própria Kaspersky – a solução deveria partir deles!… e, sei lá, de alguma maneira isso diminui, ainda que levemente, a segurança);
     
  • Baixar a última versão do KIS/KAV no site da Kaspersky (o que é um pé no saco, pois isso significa fazer um download, reinstalar a bagaça e talvez ainda reiniciar o computador; sem contar que não é possível fazer a atualização da versão pela função de update do programa – o usuário de fato precisa baixar o arquivo de instalação no site).

Se você enfrenta o problema, escolha a solução menos pé no saco e seja feliz… Mas é óbvio ululante que o ideal seria a Kaspersky disponibilizar a correção dessa falha junto com uma simples atualização de database, que geralmente é baixada automaticamente pelo KIS/KAV. Por que diabos eles não fazem isso? [Kaspersky Lab Forum]