A NASA está cogitando reutilizar a sua bem-sucedida sonda Cassini-Huygens para fazer algo para o qual ela não foi projetada, mas é ainda assim impressionante: buscar por sinais de vida em Enceladus, uma lua congelada de Saturno. Em julho de 2005, a Cassini observou uma enorme nuvem de partículas de gelo e vapor d’água sendo disparada da minúscula lua, sugerindo a possibilidade de haver um oceano líquido escondido sob a sua superfície.

Agora os cientistas estão solicitando a sonda a ser enviada pela nuvem e sobre a lua em detalhes para buscar moléculas complexas de carbono que possam indicar a presença de vida no oceano usando o seu Espectrômetro de Massa Neutra e Iônica. Os argumentos para isso são que vida abundante no oceano produziria moléculas como metano que então poderiam ser detectadas: os cientistas já construíram uma câmara de teste no Centro de Pesquisa Ames da NASA para tentar simular as condições da Enceladus e calcular que tipos de gases podem ser esperados.

É um tiro no escuro, mas pode vir a ser uma informação útil antes da NASA enviar mais sondas aos gigantes gasosos na próxima década. E, nunca se sabe, podemos até descobrir que não estamos sozinhos. [New Scientist]