Notícias envolvendo ataque de hackers à Sony estão se tornanto tão comuns quanto lançamentos de smartphones, mas este aqui é particularmente assustador: o grupo hacker Lulz Security enviou um arquivo que contaminou mais de um milhão de contas. Endereços de usuários estão no pacote.

O pessoal da Lulz diz que o vazamento gigantesco inclui:

Informações pessoais, incluindo senhas, endereço de e-mail, endereço de residência, data de nascimento e todas as informações associadas às contas. Entre outras coisas, nós também comprometemos todos os detalhes de administração da Sony Pictures (incluindo senhas), além de 75 mil “códigos de música” e 3,5 milhões “cupons de música”.

Não é o tipo de informação pessoal que você esperar ver pela internet em um arquivo do MediaFire (sim, ele está lá, mas não daremos o link por uma questão de respeito).

Mas por que eles fizeram isso? Pela sacanagem? Para seguir a onda? Não. Segundo eles, para ensinar uma lição:

Nosso objetivo neste ataque não foi se tornar uma das principais equipes hacker. Nosso objetivo era revelar algo importante: SonyPictures.com foi completamente dominada por uma simples injeção de SQL, uma das vulnerabilidades mais primitivas e comuns, como todos nós já sabemos. Com um simples ataque, nós acessamos TUDO. Por que você confia tanto em uma empresa que permite uma abertura tão grande a ataques tão simples?

Por mais que seja um ataque hacker, o argumento parece fazer algum sentido. Todos estes dados pessoais foram guardados em um simples Bloco de Notas, com zero encriptação ou qualquer tipo de sistema de segurança. Para completar, a Sony Pictures já confirmou que a brecha realmente é real e que “está investigando” o caso. Parece que a bagunça da Sony está acima da média. Depois dos últimos ataques à PSN, a empresa deveria colocar mil cadeados em todas as suas portas. Parece que não deu tempo de instalar tudo.