A Sony tem muito a dizer sobre o novo Vaio Pro, que substitui o Vaio Z como o top na sua linha de notebooks. Ela diz que ele é extremamente leve, feito com fibra de carbono, e que tem novos chips Intel Haswell.

Mas há algo a mais para se dizer: ele deixa para trás os problemas do Vaio Z. E essa é a maior mudança em laptops da Sony nos últimos anos.



Ele acaba com quase tudo o que prejudicava o Vaio Z. O teclado muito pequeno e com teclas muito baixas se foi, substituído por um teclado com espaço adequado entre as teclas. O trackpad apertado e pequeno foi substituído por uma versão grande e de vidro, que pareceu funcionar razoavelmente bem quando o vimos há alguns meses, quando o seu software ainda estava nos estágios iniciais.

sony laptops (1)

O laptop mantém sua leveza com o corpo de fibra de carbono, mas possui uma placa de alumínio no apoio para o pulso, o que lhe confere uma sensação mais sólida. (O teclado que usamos se flexionava muito ao digitar, mas a Sony disse que isso seria consertado até a versão final; saberemos ao certo quando recebermos uma unidade de teste.) E a tela de resolução 1080p tem cores muito bem equilibradas.

O modelo de 11 polegadas pesa 870g, e o de 13 polegadas pesa 1,06kg. Eles também podem usar uma bateria extra opcional, com formato plano (e feio) que dobra o tempo de uso do laptop.

Então, basicamente, a Sony tornou bem mais aceitável o seu modelo Vaio top de linha. Talvez ele não seja páreo para ultrabooks como o Acer Aspire S7, mas está entre laptops ultrafinos muito bons, pelo menos. E isso é um bom começo para a Sony.

O novo Vaio Pro chega este mês em modelos de 11 e 13 polegadas, respectivamente por US$ 1.150 e US$ 1.250 em suas configurações básicas, nas cores preto e prata.

sony laptops (1)

A Sony também revelou seu novo conversível, o Duo 13. Este é basicamente o Duo 11, mas com uma tela 1080p maior, um pequeno trackpad (em vez de não tê-lo) e uma articulação com design mais eficaz.

A Sony diz que os Duos foram feitos para profissionais visuais, o que faz um pouco de sentido; mas a funcionalidade reduzida, mesmo nesta versão melhorada, ainda parece pouco para fazer alguém substituir de vez um cavalete touchscreen. Ele chegará em preto e branco a partir de 9 de junho por US$ 1.400.

Isto são boas notícias para fãs da Sony, ou para quem compra seus laptops pensando mais na marca. Mas espero que a tendência de alta continue por mais alguns ciclos, já que estes laptops são bons, mas ainda não chegaram lá.