O Spotify aparentemente não quer mais promover “pessoas terríveis” em sua plataforma. Dizemos isso, pois a companhia recentemente anunciou suas regras de “Conteúdo de ódio e políticas públicas de conduta odiosa”. A declaração revelou que o Spotify está estabelecendo uma série de métodos internos e externos de fiscalização de conteúdo.

O Spotify está fazendo uma limpa nos apps que pirateiam o serviço
Bolsa de Nova York comemora abertura de capital do Spotify hasteando bandeira errada

O primeiro artista afetado por esta mudança foi o cantor de r&b R. Kelly. Em um comunicado ao Gizmodo, o Spotify disse: “Estamos tirando as músicas do R. Kelly das playlists curadas pela plataforma e de recomendações via algoritmo, como o Descobertas da Semana. A música do artista ainda estará disponível no serviço, mas o Spotify não vai promovê-la.”

O R. Kelly, que ficou famoso pela música “I believe I can fly”, trilha do filme Space Jam, tem enfrentado há pelo menos uma década acusações de abuso sexual. O cantor voltou a ter repercussão recentemente por causa da campanha #MuteRKelly, que está tentando chamar a atenção pelo fato dele continuar fazendo sucesso na música, apesar de seu comportamento duvidoso.

Captura de tela do Spotify

Em 2017, o Spotify colaborou com o cantor na série Secret Genius que buscava destacar compositores da indústria da música por meio de entrevistas. Um porta-voz do Spotify disse que o material foi descartado por causa dessa nova política.

Com a nova regra, a plataforma de streaming sueca se filiou a Anti-Defamation League, Color of Change, GLADD (Gay & Lesbian Alliance Against Defamation), International Network Against Cyber Hate, Muslim Advocates, The Southern Poverty Law Center e Showing Up for Racial Justice — instituições que lutam por causas raciais, de difamação e discriminação religiosa. Agora o Spotify também conta com uma página em que usuários da plataforma poderão reportar conteúdos potencialmente ofensivos.

Gerenciar conteúdo gerado por usuário em uma plataforma é difícil demais — para isso, basta perguntar para o YouTube. Mesmo assim, se você abrir a Rap Caviar, uma das playlists de maior sucesso da plataforma com mais de 9 milhões de seguidores, lá tem a música “Japan”, do rapper Famous Dex, e “Diamond Samurai Teeth”,do Youngboy NeverBrokeAgain, estão ainda por lá. Ambos foram supostamente filmados batendo em suas namoradas.

[Billboard]

Imagem do topo: Daniel Boczarski/Getty Images