Com as ações de empresas de tecnologia em dificuldades agitando o mercado, Wall Street está vendo de perto a estreia da incomum oferta pública inicial (IPO) do Spotify nesta terça-feira (3). A Bolsa de Valores de Nova York (NYSE) tentou dar uma calorosa recepção ao gigante do streaming de música, erguendo a bandeira da Suíça em frente a seu famoso edifício. Infelizmente, o Spotify é da Suécia.

• Spotify revela que dois milhões de usuários pirateavam o serviço de streaming
• O Spotify vai mesmo abrir capital, mesmo dando prejuízo

Sven Carlsson, repórter de tecnologia sueco do Di Digital, está na cidade para cobrir a estreia pública do Spotify. Nesta manhã, ele notou a bandeira suíça do lado de fora da Bolsa e tweetou uma foto. Sua legenda (conforme traduzida do sueco) diz tudo: “Extremamente muito lol”.

Outras pessoas no Twitter notaram a mesma coisa. A NYSE confirmou o erro em um email para o Gizmodo. “Foi uma ode momentânea à nossa neutralidade no processo de descoberta de preços”, escreveu um porta-voz, claramente mantendo um bom senso de humor sobre a confusão.

Tudo foi resolvido dentro de cerca de 15 minutos, de acordo com um tweet subsequente de Carlsson, que mostrou a bandeira errada substituída pela bandeira sueca em frente ao banner gigante do Spotify.

Por ora, as ações do Spotify estão sendo negociadas a US$ 165,90 e a companhia está com um valor de mercado de quase US$ 30 bilhões.

Imagem do topo: AP