No ano passado, o evento Google I/O nos deu um vislumbre de como seria a realidade aumentada aplicada ao Google Maps, mostrando um futuro em que nossos telefones nos orientarão usando nossas câmeras. A demonstração mostrava ferramentas de navegação melhoradas para direcionar os usuários além de sinais indicando negócios e lojas locais. Tinha até uma raposa guia para auxiliar em tudo isso.

O Wall Street Journal teve acesso a esse sistema, que é definido ainda “como uma versão prévia” do Google Maps com realidade aumentada. O recurso não é tão diferente quanto o que o Google mostrou para desenvolvedores em maio de 2018, com o Maps aparecendo na metade de baixo da tela, enquanto a parte de cima mostra os arredores do mundo real. Com algumas alterações, até o sistema de flechas piscantes usado para guiar os usuários ficou parecido com o que o Google utilizou em sua apresentação.

David Pierce, do Wall Street Journal, no entanto, fez algumas ressalvas sobre esse recurso ainda em fase de testes. Por exemplo, uma vez que a versão do Maps com realidade aumentada se orientou baseado em pontos de referência ao redor e o levou para as direções corretas, ele foi orientado a não ficar andando enquanto observava o smartphone, para evitar trombar com algum outro pedestre. É provável que seja por esse motivo que Rachel Inman, líder de design de experiência do usuário do Google, disse para a publicação que o app deveria ser usado mais “para momentos, do tipo: ‘estou saindo do metrô, para onde devo ir?’”.

Devo confessar que estou um pouco frustrada por não ter a raposa durante a gravação do vídeo do Wall Street Journal enquanto dava uma volta com o app. Quando a gigante da tecnologia mostrou o recurso no Google I/O, Aparna Chennapragada, do Google, observou que a equipe do projeto estava “brincando com a ideia” de incluir guias digitais. Segundo o WSJ, uma versão do app tem um “guia animado adorável chamado de Pizza Man, mas ele fazia as pessoas olharem muito para o telefone”. Então, não está claro se podemos esperar animais ou entregadores de pizza nos guiando por aí num futuro próximo.

A publicação norte-americana disse que, embora a versão em realidade aumentada do Maps esteja sendo testada por um pequeno e seleto grupo, o recurso não vai ser lançado tão cedo. Ele ainda pode sofrer alterações, inclusive, antes de ser liberado para todo mundo. Contatamos o Google para mais informações sobre o recurso e vamos atualizar o post se obtivermos alguma resposta.

[Wall Street Journal]