A empresa de pesquisa Nielsen está utilizando a mesma metodologia  empregada para acompanhar a audiência TV tradicional em  serviços de streaming. Durante seu painel na CES 2021, a empresa apresentou os conteúdos mais populares Netflix, Amazon Prime, Disney+ e Hulu, algumas das principais plataformas utilizadas em 2020. E quem liderou foi The Office, série de comédia que foi produzida entre 2005 e 2013.

Nos EUA, onde a análise foi feita, a produção teve 57,1 bilhões de minutos transmitidos a espectadores. Os outros programas que compõe o TOP5 são Grey’s Anatomy (39,4 bilhões de minutos), Criminal Minds (35,4 bilhões de minutos), NCIS (28,1 bilhões de minutos) e Schitt’s Creek (23,8 bilhões de minutos), respectivamente.

As listas são limitadas a audiência estadunidense e se concentram no número de minutos assistidos com base na visualização em TVs conectadas, excluindo dispositivos móveis e computadores. O processo é diferente do realizado pela Netflix, que calculam o número de famílias que assistiram a pelo menos dois minutos de um programa, apesar de não haver separação entre quem assiste duas horas ou 20 horas, por exemplo.

Lista Nielsen 2020
Listas dos dez filmes e séries mais assistidos de 2020. Imagem: Nielsen.

Em alguns lugares do mundo, The Office estava no catálogo da Netflix até o início deste ano; no Brasil, a série aparece no catálogo do Amazon Prime.

E adivinha quem liderou as listas de séries originais? Ela mesma, a Netflix. As produções mais assistidas foram Ozark com seus 30,5 bilhões de minutos transmitidos. Os próximos da lista são Lúcifer (19 bilhões de minutos), The Crown (16,3 bilhões de minutos) e Tiger King (15,7 bilhões de minutos). A única outra que se destacou não sendo da Netflix, foi The Mandalorian do Disney+, com seus 14,5 bilhões de minutos transmitidos.

Entre os filmes, Frozen II bateu o recorde com 14,9 bilhões de minutos, seguido por Moana (Disney +, 10,5 bilhões de minutos), Pets – A Vida Secreta dos Bichos 2 (Netflix, 9,1 bilhões de minutos), Dois Irmãos: Uma Jornada Fantástica (Disney +, 8,4 bilhões de minutos) e O Grinch (Netflix, 6,2 bilhões de minutos). Nota-se que os filmes mais voltados para a família receberam maior atenção, talvez pelo fato de serem uma alternativa de distração para as crianças durante a pandemia.

No decorrer da apresentação, a Nielsen também anunciou o Theatrical Video On-Demand (TVOD), que irá medir a audiência dos filmes que podem ser alugados ou comprados quando lançados diretamente para consumo nos streaming e na TV paga. Apesar dos estúdios terem acesso aos dados básicos dos seus consumidores, a empresa afirma que poderá oferecer informações mais detalhadas como idade, gênero, etnia e território geográfico de quem está assistindo.

[Techcrunch]