Executar o teste de velocidade da sua internet é a maneira mais fácil de verificar se a operadora ou o provedor está honrando o pacote do serviço contratado. Independentemente da tecnologia de conexão utilizada, existem vários sites e aplicativos disponíveis que possibilitam medir a velocidade de download e upload.

Segundo a Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel), as prestadoras de internet precisam garantir 80% da velocidade contratada na média e até 40% em momentos de pico.

Por isso, para garantir os seus direitos, aqui estão três exemplos de testes rápidos para medir a sua velocidade de internet.

Speedtest

O famoso Speedtest, da empresa americana Ookla, é considerado um dos mais consistentes testes de velocidade de internet. O sistema permite medir a velocidade de download, upload e latência em diferentes dispositivos –por meio de aplicativos para celulares Android e iOS– além de PCs com Windows e Mac. Ao acessar o site do serviço, clique no botão “GO” para iniciar a avaliação. O teste pode ser feito tanto na banda larga fixa quanto na rede móvel.

Faça o teste no Speedtest!

Velocímetro da Proteste

A entidade brasileira Proteste, de defesa do consumidor, disponibiliza um medidor para descobrir se a velocidade de internet está de acordo com o plano pago. Para realizar o teste, basta informar o nome da operadora e a velocidade contratada. Caso a avaliação não seja positiva, o usuário pode entrar em contato com a Proteste para registrar uma reclamação contra a empresa de internet.

Faça o teste da Proteste!

SIMET

Para quem busca informações mais detalhadas, o SIMET, do Comitê Gestor da Internet no Brasil (CGI.br), é um medidor de velocidade de internet que também apresenta outras métricas, como a perda de pacotes da conexão e a variação da latência (Jitter). Esses testes são realizados em ambas versões de protocolo da internet, o IPv4 e o IPv6.

Faça o teste no SIMET!