A rede social Tsu foi inaugurada em outubro do ano passado com a promessa de pagar usuários pelo conteúdo que postarem. Ela voltou a aparecer com força e está chamando a atenção no Brasil. Só não espere ganhar dinheiro com ela – a menos que você seja bem famoso.

Funciona assim: o Tsu exibe anúncios, e cada vez que alguém visualiza seus posts, o site recebe dinheiro por isso. (A rede social não remunera likes nem comentários, apenas visualizações.)

10% da receita em anúncios ficam com o Tsu. O restante é dividido igualmente entre você e a Family Tree, a rede de usuários que trouxe você para o Tsu. A Billboard explica:

… 50% vão para o proprietário/criador de conteúdo do perfil – vamos chamá-lo de John Smith – e os outros 50% vão para a rede que trouxe esse usuário específico para o Tsu, e é aí onde as coisas ficam complicadas.

Esse dinheiro se propaga em uma série infinita de terços por uma “árvore genealógica”, começando com Smith, também conhecido como um “filho”. A pessoa que o convidou para o Tsu, seu “pai”, recebe um terço. A pessoa que convidou o pai, o “avô”, recebe um terço dele. O algoritmo que distribui esses fundos é baseado no princípio de que todos os usuários são convidados para a rede.

shared_economics_ad_revenue-636a857d1e1cb5f68fdb987957b2417283d2cbede5922a25e9e33df14857bbbe

Você vai acumulando dinheiro até chegar a US$ 100, momento em que é possível sacá-lo. Sim, este é um esquema semelhante a uma pirâmide, envolvendo convidar pessoas para fazerem parte da rede e ganhar frações de centavo com isso. (Alguém se lembrou da TelexFree?)

Parece que isso se tornou um problema no Facebook: a rede social proíbe que usuários postem links para o Tsu. Quando você tenta fazer isso, aparece a mensagem abaixo:

Tsu bloqueado no Facebook

Há quem diga que o Facebook está “com medo” do Tsu, mas sejamos realistas: os usuários têm todo incentivo para constantemente publicarem links de seu perfil (que rendem dinheiro agora) e links de indicação (que renderão dinheiro no futuro) – aí todos serão devidamente considerados como spam. Há mais de 3,5 milhões de usuários no Tsu, não necessariamente ativos.

Caridade e celebridades

Esta rede social não é de todo ruim: é possível doar seu dinheiro para instituições de caridade que participem da rede. Há diversas instituições do tipo, incluindo Charity Water (fornece água potável para pessoas necessitadas), Music for Autism (focada em autistas), Hearing Health Foundation (focada em pessoas com problemas de audição), entre outras.

Tsu - caridade 2

O Tsu foi eleito o parceiro de mídia do ano pela fundação Make-A-Wish Southern Florida, que atende pedidos de crianças com doenças terminais.

E há pessoas famosas como Vanilla Ice, LL Cool J, DJ Afrojack e 50 Cent (este último entrou com pedido de proteção contra falência em julho). Também é possível encontrar diversos perfis de esportistas americanos e de modelos internacionais.

Por que essas pessoas estão interessadas no Tsu? Bem, porque elas têm um grande número de seguidores e podem ganhar dinheiro na rede. Da Fast Company:

… artistas no site parecem estar muito felizes com seu novo potencial de ganhos. Andrew Fromm, um compositor bem conhecido que criou letras para músicas de Selena Gomez, Backstreet Boys, NSync e Marc Anthony, recebeu mais de US$ 100 no Tsu nas três primeiras semanas. Se isso parece pouco, você precisa ver o quanto ele ganha em outros lugares: sua canção coescrita mais recente lhe rendeu apenas US$ 18 em royalties no Pandora durante o mesmo período, diz ele, e ela foi tocada 1,5 milhão de vezes.

O New York Times reuniu outros casos de pessoas relativamente famosas que criam conteúdo e gostariam de ser pagas pelas redes sociais.

Tsu - 50 cent

E você?

Mas e quanto a nós, meros mortais? Ora, quem não for famoso vai receber apenas frações de centavo, que nunca chegarão ao mínimo de US$ 100 para sacar. Mesmo se você ganhasse um centavo por dia – o que é muito – isso não valeria a pena. Rodrigo Ghedin, do Manual do Usuário, explica:

Usando a boa e velha matemática, conclui-se que no ritmo de US$ 0,01/dia leva-se 10.000 para atingir US$ 100. Convertendo dias para anos, isso dá quase 28 anos. E, se essa estimativa lhe parece irrisória, infelizmente não é. Segundo o último balanço fiscal do Facebook, cada usuário daquela rede rende US$ 2,76 no trimestre. Dividindo isso por 90 (dias), chega-se ao valor de US$ 0,03/dia.

Até mesmo alguns famosos, como William Shatner e Timbaland, entraram na rede mas deixaram seus perfis abandonados. Eles conseguem atrair dezenas de milhares de seguidores e não se interessaram em ganhar dinheiro no Tsu. Por que alguém divulgando um link de indicação no Twitter se sairia melhor?

Normalmente, essas redes sociais que pagam aos usuários são bem questionáveis. Para evitar spam, o Tsu impede que usuários publiquem mais de 45 posts por dia, e bloqueia certos tipos de links e frases (como “ganhe dinheiro em casa”). Mas nada impede que o usuário compartilhe links do Tsu em outros lugares.

Não se engane: o Tsu dificilmente será uma fonte de dinheiro fácil – especialmente para quem não é famoso, ou para quem não estiver disposto a virar um spammer.

[BillboardFast CompanyManual do Usuário]