Há duas semanas, o serviço de imagens Twitpic acusou o Twitter de fazer exigências envolvendo marca registrada, e resolveu fechar as portas. Agora, o site anuncia que continuará a existir, graças a um misterioso comprador.

Quem comprou o Twitpic? Quanto eles pagaram? E por que compraram o serviço? Entramos em contato com a empresa para obter mais detalhes, mas por enquanto eles não revelam nada.

O caso era meio estranho desde o início. Noah Everett, fundador do Twitpic, disse que “o Twitter contatou nossa equipe jurídica exigindo que abandonemos o nosso pedido de marca registrada, sob risco de perder o acesso à API deles”.

Só que, em vez de desistir da marca e mudar o nome do Twitpic, Everett preferiu fechar o serviço. Ele anunciou essa intenção publicamente, em seu blog e no Twitter, e parece que isso atraiu o interesse de alguma empresa. Seria esta uma tática esperta de Everett para conseguir salvar o serviço, que vinha se tornando cada vez menos relevante? É possível, mas os detalhes ainda são escassos.

O anúncio da aquisição vem poucos dias após o Archive Team denunciar que o Twitpic estava barrando o download de imagens. O grupo fica de olho em sites que estão fechando, para baixar seu conteúdo e salvá-lo para a posteridade. [@Twitpic via GigaOM]