Em um programa piloto a ser lançado em breve, o Uber vai começar a ocultar os pontos exatos de embarque e desembarque no histórico de viagens exibido para os motoristas. Em vez disso, mostrará uma área mais ampla.

• Depois de nove anos e bilhões de corridas, o Uber finalmente vai levar segurança a sério
• Rio de Janeiro regulamenta apps de transporte e cobrará taxa sobre corridas

A mudança tem como intuito fortalecer a privacidade do passageiro e sua segurança e é a primeira de várias alterações que o Uber está fazendo para limitar a exposição dos dados de localização dos usuários.

Atualmente, os motoristas do Uber recebem um registro dos endereços exatos de embarque e desembarque em seu histórico de viagens. Os endereços são armazenados indefinidamente no histórico do motorista, o que possibilita que eles voltem e chequem o endereço do passageiro a qualquer hora. Esses dados são mantidos mesmo se um motorista deletar sua conta e seus dados do Uber.

“Os dados de localização são nossas informações mais sensíveis, e estamos fazendo tudo o que podemos para proteger a privacidade em torno deles”, disse um porta-voz do Uber. “O novo design oferece informação suficiente para que os motoristas identifiquem viagens anteriores em casos de problemas de suporte ao consumidor ou para vencer disputas (judiciais) sem lhes garantir acesso contínuo a endereços de passageiros.”

Por anos, mulheres detalharam experiências assustadoras com motoristas de várias plataformas de transporte privado que usaram os números de telefone e endereços fornecidos pelos apps para persegui-las ou assediá-las. Ocultar os endereços dará aos passageiros uma camada extra de proteção.

A mudança também ajudará o Uber a obedecer o novo Regulamento Geral de Proteção de Dados da União Europeia, que exige que as empresas de tecnologia permitam aos usuários deletar seus dados mas também que as empresas deem aos usuários acesso a seus próprios dados. Quando o novo recurso for lançado, ele criará um equilíbrio melhor entre permitir aos passageiros que apaguem suas informações ao mesmo tempo em que continua dando aos motoristas acesso a seus próprios dados.

É assim que o programa piloto aparecerá no histórico de viagens (embora o design possa mudar, já que o Uber coleta o feedback dos usuários em seu projeto piloto):

O Uber começou a lançar um novo app para motoristas na semana passada, baseado no feedback dos condutores. O piloto que ocultará detalhes da localização começará assim que o lançamento estiver completo.

“Obviamente, com esse sendo um novo recurso focado na privacidade, queremos garantir que ele alcance esse objetivo com sucesso antes de ser lançado amplamente”, disse um porta-voz do Uber. Entretanto, independentemente dos ajustes de design/experiência do usuários necessários, planejamos tornar essa uma configuração padrão nos próximos meses.”

Imagem do topo: Getty