A Uber anunciou nesta terça-feira (23) que vai começar a testar um recurso de gravação de vídeo durante viagens em Aracaju. Segundo comunicado da empresa, a nova funcionalidade será disponibilizada por meio de um aplicativo parceiro, que permite que os motoristas utilizem a câmera do próprio celular.

Os testes iniciais serão limitados a um grupo reduzido de motoristas e expandidos com o tempo. Ainda de acordo com a Uber, o recurso de gravação de vídeo será oferecido como uma opção, sendo que os participantes podem sair do programa de testes quando quiserem.

Já em relação aos passageiros, a Uber diz que eles serão informados de que a viagem poderá ser gravada. Assim, o usuário também pode escolher cancelar a corrida e buscar outro motorista que não utilize o recurso.

Assim como qualquer recurso de gravação, seja de áudio ou de vídeo, uma das principais preocupações é em relação à privacidade. A empresa afirma que a gravação será criptografada e, portanto, não poderá ser acessada nem mesmo pelo próprio motorista.

As gravações enviadas pelos motoristas serão armazenadas pela empresa parceira, que, segundo a Uber, receberá apenas informações básicas do motorista, assim como a data e hora da gravação. Nenhum dado sobre o passageiro ou ponto de embarque e desembarque poderá ser acessado pela companhia.

Assine a newsletter do Gizmodo

No caso de algum incidente de segurança, o motorista pode abrir uma reclamação e adicionar o vídeo. Só assim a Uber poderá acessar as imagens. De acordo com a empresa, apenas as autoridades competentes poderão solicitar o acesso à gravação por meio da lei diante da necessidade de alguma investigação.

Em resposta ao Gizmodo Brasil, a assessoria de imprensa da Uber afirmou que “o aplicativo Sentinel armazena os vídeos por um período de 30 dias, após o qual serão deletados – salvo haja alguma investigação em curso ou um pedido de preservação de dados das autoridades competentes para uma viagem em específico”.

Por enquanto, o recurso será testado apenas na capital do Sergipe. De acordo com a assessoria da empresa, “antes de oferecer qualquer tecnologia, realizamos testes em locais onde possamos acompanhar de perto os resultados. Aracaju é uma cidade de médio porte que atende esse propósito”.

Post atualizado em 24 de fevereiro, às 8:00, para incluir informações da assessoria de imprensa da Uber.