A HP desenvolveu um acelerômetro tão sensível que consegue detectar uma mudança de posição de um bilionésimo da largura de um fio de cabelo ao redor do seu chip central.

O sensor faz parte do programa CeNSE (Central Nervous System for the Earth), da HP, que visa construir uma "rede planetária" de pequenos sensores para medir todos os detalhes do meio ambiente. Ele é o primeiro protótipo do CeNSE, e dá pra dizer que o programa começou com o pé direito:

O aparelho de Hartwell é sensível o bastante para "sentir" um coração batendo. A raiz de toda esta sensibilidade é um chip de silício quadrado de 5mm, com três camadas. Uma porção da camada central fica suspensa entre as duas camadas vizinhas, usando "vigas" flexíveis de silício. Quando o chip se move, o centro suspenso fica para trás devido à inércia. Uma medição deste movimento relativo é usada para calcular a velocidade, direção e distância do movimento.

O programa CeNSE em geral tem um tom ambientalista, mas a primeira aplicação prática dele será da petroleira Shell, que planeja usar os acelerômetros para detectar bolsões de petróleo e fazer perfurações mais eficientes. Eventualmente, a HP planeja implementar projetos em nível municipal para captar, com seus sensores, tudo que os nossos cinco sentidos são capazes de detectar — talvez até mais coisas. E quando eles finalmente enfiarem esse troço num Wii Remote… o Wii Sports jamais será o mesmo. [HP via Fast Company]